Nova lei obriga influenciadores da Noruega a sinalizarem fotos editadas e com filtros

instagram
Segundo o governo norueguês, as medidas têm o objetivo de combater os padrões irreais de beleza no país (IMAGEM ILUSTRATIVA/Unsplash/Reprodução)

Influenciadores digitais da Noruega não poderão mais esbanjar filtros e edições em suas fotos sem avisar aos seus seguidores. A Lei de Marketing no país europeu, pulicada em 2009, sofreu alterações neste ano e agora exige que criadores de conteúdo utilizem uma etiqueta padronizada alertando sobre alterações nas imagens.

Assim, quem fizer retoques nas fotos sem o alerta pode ser multado e, em casos mais extremos, pode ir para a cadeia. Devem seguir as normas pessoas públicas, celebridades ou qualquer outra pessoa que produza algum tipo de conteúdo comercial nas redes sociais, as famosas “publis”.

As regras valem para todas as plataformas, incluindo Facebook, Instagram, Snapchat, TikTok e Twitter. Segundo o governo norueguês, elas têm o objetivo de combater os padrões irreais de beleza no país.

“A pressão corporal está sempre presente, muitas vezes imperceptivelmente, e é difícil de combater. Espera-se que a medida contribua de forma útil e significativa para refrear o impacte negativo que tal publicidade tem, especialmente nas crianças e nos jovens”, disse um comunicado do Ministério da Infância e da Família, responsável pela elaboração das emendas.

Influenciadores aprovam nova lei

A medida teve adesão positiva de diversos influencers noruegueses. “Os jovens de hoje estão crescendo com um ideal de corpo totalmente improvável e acho que isso só pode ajudá-los a entender que você não é assim”, disse a youtuber Agnete Husebye em entrevista ao portal norueguês Verdens Gang.

“Filtro é algo que deve ser divertido, algo de que você possa rir e brincar de ter uma falsa borboleta em seu rosto. Não para criar um falso ideal de beleza. Já vi influenciadores usarem filtros quando falam sobre produtos, e nunca entendi como os clientes aprovam isso”, questiona.

Depois da aprovação das medidas no Parlamento, agora cabe ao rei norueguês Haroldo V decidir a data em que a nova lei começará a valer no país.

Edição: Roberth Costa
Larissa Reislarissa.reis@bhaz.com.br

Graduada em jornalismo pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e repórter do BHAZ desde 2021. Vencedora do 13° Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão, idealizado pelo Instituto Vladimir Herzog.

Comentários