Sonho ou pesadelo? Jovem relata experiência traumática com lentes de contato nos dentes: ‘Perdi meu brilho’

(Arquivo pessoal)

O que era para ser a realização de um sonho se tornou um pesadelo para o servidor público Luan Roberto Barcelos. O jovem de Magé, no Rio de Janeiro, viralizou nas redes ao compartilhar a dor de cabeça que teve ao colocar lentes de contato nos dentes. O BHAZ procurou um especialista para explicar as vantagens e possíveis perigos do procedimento.

Em vídeo que já alcançou cerca de 1 milhão de visualizações (veja abaixo), Luan conta que chegou a ter gengivite por conta das facetas e precisou retirá-las. A publicação foi feita no início de maio.

As lentes e facetas dentárias se popularizaram entre artistas, influenciadores digitais e jogadores de futebol nos últimos anos. Para o dentista Emílio Akaki, o procedimento pode oferecer benefícios, desde que seja feito por um profissional qualificado.

Ao BHAZ, Luan explica que tudo começou em março do ano passado, quando recebeu uma proposta de parceria com um dentista recém-formado.

“Ele falou que eu poderia ir no consultório para fazer uma avaliação, ver o que faríamos. Marcamos e, chegando lá, eu disse que gosto do meu sorriso, mas me queixei da diferença de tamanho entre os meus dentes. Não era nada de mais, mas gostaria de mudar e ele ofereceu como solução as lentes de resina, porque não teria o desgaste dos dentes”, relembra.

O jovem informou o desejo de manter os dentes naturais, apesar das alterações. Ele diz que, mesmo com a parceria, pagou cerca de R$ 4 mil pelo serviço. “Falei que gostaria de algo mais natural, não queria nada artificial. O procedimento levou quase 4 horas e, quando a gente terminou, eu tomei aquele susto. Eu percebi que estava muito grosso e muito alto para a minha boca. Tinha muita camada de resina”.

(Arquivo pessoal)

A partir daí, os problemas começaram. Luan sofre com bruxismo e acabou quebrando algumas facetas, que precisaram ser reparadas no consultório. Além disso, com o passar do tempo ele notou inchaço na gengiva e sangramento ao escovar os dentes. Ele relatou o incômodo ao dentista, mas nada foi feito.

Preocupado com a situação, quatro meses depois, o jovem decidiu procurar outra profissional, que deu a ele o diagnóstico de gengivite. “Minha saúde bucal ficou comprometida devido ao trabalho mal feito que ele fez. Ficou uma falha entre meu dente e a lente e estava acumulando resíduos de comida”, explica.

‘Estou traumatizado’

Diante das complicações, Luan resolveu retirar as lentes. Ele não esperava, no entanto, que mais uma série de problemas estaria por vir. O dentista que havia feito o procedimento cobrou mais R$ 900 para remover a resina.

“Passei duas horas sofrendo muito, sagrando e com muita dor por causa da gengivite. Quando ele terminou, deixou meu dente todo falhado e estava totalmente diferente do que era. Perdi meu brilho todinho. Estou traumatizado, porque eu lembro do que eu senti, e a questão da minha autoestima. O que era pra ser um investimento, se tornou um gasto”, lamenta.

O servidor público afirma que postou o vídeo para alertar outras pessoas acerca dos riscos das lentes de contato dentais. Ele recomenda que as pessoas pesquisem a fundo sobre o trabalho do profissional com quem desejam mudar o sorriso.

“É importante confiar na pessoa que está fazendo esse trabalho. No início, é tudo maravilhoso, mas podem ter contras no decorrer de tudo. O que ficou pra mim, é não confiar em qualquer profissional”.

Especialista alerta

A lição de Luan é também a orientação de Emílio Akaki, que trabalha com estética odontológica há cerca de 15 anos. Segundo o especialista, apesar de serem populares, as lentes de contato devem ser feitas em casos específicos e com profissionais especializados.

“Aparentemente, é fácil fazer essas facetas, porque a técnica em si é simples. Só que fazer bem feito, é difícil, exige muito treinamento e experiência para fazer respeitando as demais estruturas da boca, principalmente a gengiva”, comenta.

Emílio ainda relata que casos como o de Luan são mais comuns do que se imagina. “Os pacientes optam por fazer lentes de resina, porque não precisa gastar os dentes na maioria das vezes e o profissional vende isso como um fator decisivo e promete que não vai gastar o dente”, inicia o dentista.

“Só que se o paciente quiser tirar, o processo de remoção é muito complexo. Eu gasto, às vezes, mais tempo para remover as lentes do que para fazer, porque isso exige uma série de técnicas para não desgastar o dente. Se a pessoa não souber fazer, vai pegar uma broca e tirar tudo de uma vez e o dente pode ficar pior do que antes”, alerta.

Autoestima e qualidade de vida

Apesar de casos como esse, Emílio destaca que não se deve fazer das lentes as novas “vilãs” da estética odontológica. Para o profissional, o procedimento pode ser a chave para garantir um sorriso saudável aos pacientes.

“O tratamento com lentes de resina na maioria das vezes é puramente estético. Ele é feito para aumentar os dentes, mudar a forma, fechar falhas, melhorar o sorriso em si”.

“Então é um tratamento que deve ser indicado na hora certa. Ele pode ser combinado com outros tratamentos odontológicos para oferecer um resultado mais natural e mais duradouro”, completa.

Isabella Guasti[email protected]

Jornalista graduada pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e repórter do BHAZ desde 2021. Participou de reportagem premiada pela CDL/BH em 2022 e também de reportagem premiada pelo Sebrae Minas em 2023.

SIGA O BHAZ NO INSTAGRAM!

O BHAZ está com uma conta nova no Instagram.

Vem seguir a gente e saber tudo o que rola em BH!