Abaixo de zero! Minas Gerais registra recorde de dia mais frio do ano

frio monte verde
Minas registrou dia mais frio do ano nesta quarta (Reprodução/@montart.artesanato/Facebook)

É frio que não acaba mais. Minas Gerais bateu recorde de temperatura e os termômetros ficaram abaixo de zero nesta quarta-feira (30). Em Monte Verde, distrito de Camanducaia, no Sul do estado, foi registrado, acredite se quiser, -2,7ºC. E se engana quem pensa que as baixas temperaturas não vão continuar. A previsão é que o final de semana seja gelado.

O BHAZ entrevistou o meteorologista Ruibran dos Reis que explicou o motivo de tanto frio. “A baixa temperatura é explicada pela massa de ar polar que chegou no Sul de Minas na madrugada de hoje. Agora, ela vai avançar pelo estado e a tendência é do frio continuar até o final de semana”, diz.

A massa de ar polar citada pelo meteorologista veio de um país vizinho e ela conta como se formou. “Ela tem origem nos polos, como o nome já indica, passa pelo oceano Pacífico, entra no sul da Argentina e Chile e chega até nós. A principal característica dela é muito frio e ar seco”.

Se a temperatura mínima ficou abaixo de zero em Monte Verde, a máxima não deve ultrapassar a casa dos 17ºC.

monte verde
Monte Verde teve temperatura abaixo de zero (Reprodução/@montart.artesanato/Facebook)

Frio na capital

Belo Horizonte tem tido dias frios recentemente e a temperatura tende a cair no decorrer da semana com a chegada da massa de ar polar. “A partir de amanhã (1º) as madrugadas vão ser mais frias e poderemos ter o recorde de frio superado na sexta (2) e sábado (3). Vai ser um final de semana gelado”, alerta Ruibran.

Hoje, a mínima na capital mineira foi de 11,8ºC e a máxima em 23ºC. “Na outra semana o tempo vai mudar e a temperatura tende a aumentar, pois a massa de ar polar vai se deslocar pro oceano e a massa de ar quente continental vai voltar a atuar. Teremos elevação de temperatura”.

Edição: Vitor Fernandes
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ de maio de 2017 a dezembro de 2021. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política. Teve reportagens agraciadas nos prêmios CDL (2018, 2019 e 2020), Sebrae (2021) e Claudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados (2021).

Comentários