Pesquisar
Close this search box.

Governo anuncia construção de Universidade Federal em Ipatinga

Por

O governo federal anunciou nesta segunda-feira (10) a implantação de um campus de Universidade Federal em Ipatinga, no Vale do Aço em Minas Gerais. A novidade foi compartilhada em reunião do presidente Lula (PT) com o ministro da educação Camilo Santana e reitores das universidades federais no Palácio do Planalto em Brasília.

O novo campus será uma extensão da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). A previsão é de que sejam investidos R$ 60 milhões para a instalação da unidade de ensino. A construção de Universidade Federal em Ipatinga é um sonho antigo da comunidade.

O evento abordou do novo Programa de Aceleração do Crescimento (Novo PAC) das Universidade Federais. O projeto vai investir R$ 5,5 bilhões na criação de 10 novos campi em todo o Brasil. Além de Ipatinga, devem ganhar novos campi de universidades as cidades de São Gabriel da Cachoeira (AM), Caxias do Sul (RS), Rurópolis (PA), Baturité (CE), Cidade Ocidental (GO), Sertânia (PE), São José do Rio Preto (SP), Estância (SE) e Jequié (BA).

Os campi oferecerão seis cursos, cada, para 2.800 estudantes. Para isso, serão contratados 388 servidores por unidade. As localidades foram definidas tendo como finalidade a ampliação da oferta de vagas em regiões com baixa cobertura de matrículas públicas na educação superior. A ampliação vai resultar em 28 mil novas vagas para estudantes de graduação.

Novo PAC

Os investimentos são para a instalação dos novos campi e para a retomada de obras e consolidação dos projetos de estruturação da rede federal. Com o Novo PAC voltado às universidades, o governo federal visa melhorar a estudantil com a construção de novos refeitórios, moradias, centros de referência e de convivência.

O orçamento garante R$ 60 milhões para implantação de cada novo campus. Deste valor, R$ 50 milhões destinados às obras  e R$ 10 milhões para aquisição de equipamentos.

Para ampliar as estruturas, os investimentos previstos são para as construções de blocos de salas de aula, laboratórios, bibliotecas, auditórios e complexos esportivos e culturais. No total, são R$ 3,17 bilhões para 338 obras para todas as 69 universidades federais – 223 são novas obras, além da retomada de 95 e a conclusão de 20 que já estão em andamento. Mais de um milhão de estudantes universitários serão beneficiados.

Hospitais universitários

Além do novo valor anunciado para as universidades (R$ 3,77 bi), no lançamento do Novo PAC, em 2023, foram divulgados recursos da ordem de R$ 1,5 bilhão e já destinados para estruturação dos hospitais universitários da Rede Ebserh/MEC, garantindo a melhoria das condições e do funcionamento das unidades e a formação médica e multiprofissional da área da saúde, com incremento na capacidade de assistência e qualidade dos serviços no Sistema Único de Saúde.

Com esta nova etapa, o Novo PAC garante recursos adicionais na ordem de R$ 250 milhões para hospitais universitários.  O investimento total passa para R$ 1,75 bilhão. São, ao todo, 37 obras em 31 hospitais, das quais 24 são de consolidação de hospitais universitários existentes.

São 2 hospitais no Centro-Oeste, com um investimento de R$ 66 milhões; 14 no Nordeste, onde o repasse chegará a R$ 572 milhões; 3 no Norte, onde serão investidos R$ 160 milhões; 7 no Sudeste, onde o custo previsto é de R$ 550 milhões, e 5 no Sul, a R$ 385 milhões. Os oito novos hospitais são unidades ligadas às universidades federais de Pelotas (RS), Juiz de Fora e Lavras (MG), Acre, Roraima, Rio de Janeiro, São Paulo e Cariri (CE).

Isabella Guasti

Jornalista graduada pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e repórter do BHAZ desde 2021. Participou de reportagem premiada pela CDL/BH em 2022 e também de reportagem premiada pelo Sebrae Minas em 2023.

Mais lidas do dia

Leia mais

Acompanhe com o BHAZ