Pesquisar
Close this search box.

Minas e ES pedem mais de R$ 100 bilhões de indenizações contra Vale, Samarco e BHP

Por

Indenização ocorre por causa do rompimento da barragem de Mariana (Amanda Dias/BHAZ)

Os Estados de Minas Gerais e Espírito Santo entraram com um recurso para aumentar o valor das indenizações por danos coletivos a serem pagas pelas mineradoras Vale, Samarco e BHP em função do rompimento da barragem em Mariana, há quase 9 anos.

O valor definido inicialmente pela Justiça foi de R$ 47,6 bilhões. O recurso exige que o montante seja maior que R$ 100 bilhões. A Advocacia-Geral do Estado de Minas Gerais (AGE-MG) e a Procuradoria-Geral do Estado do Espírito Santo (PGE-ES) defendem o aumento da quantia em razão do “caráter punitivo-pedagógico norteador da fixação de danos no ordenamento jurídico brasileiro”.

Os governos entendem que a indenização não pode ser menor do que os R$ 100 bilhões, devido ao porte econômico das empresas envolvidas. As mineradoras registraram, nos últimos três anos, um lucro líquido de quase R$ 500 bilhões.

Além disso, os órgãos consideram também a extensão territorial dos impactos. Ao todo, 32.813 quilômetros quadrados de área foram afetados. O rastro de lama teve impacto na vida de 2.449.419 de pessoas.

João Lages

Repórter no BHAZ desde setembro de 2023. Jornalista com 4 anos de experiência em veículos de comunicação. Fez cobertura de casos que têm relevância nacional e internacional. Com passagem pela RecordTV Minas, também foi produtor e editor de textos na Record News.

Mais lidas do dia

Leia mais

Acompanhe com o BHAZ