Pesquisar
Close this search box.

Minas Gerais prorroga campanha de vacinação contra a poliomielite

Por

vacinação poliomielite minas gerais
Vacinação contra a poliomielite em Minas Gerais ocorre no ano inteiro (FOTO ILUSTRATIVA: Agência Minas/Pedro Gontijo)

O Governo de Minas prorrogou a Campanha de Vacinação contra a poliomielite até o dia 30 de junho. O objetivo é atingir a meta de imunização de 95% do público alvo, que corresponde a 826.581 pessoas menores de cinco anos.

Segundo Secretaria de Estado de Saúde, a vacina é a única forma de prevenir a doença que pode causar a paralisia infantil. As doses estão disponíveis nas UBS (Unidades Básicas de Saúde), onde o imunizante é aplicado mediante apresentação do cartão de vacinação.

Crianças menores de 1 ano devem ser vacinadas conforme a situação vacinal para o esquema primário, que são três doses da VIP (vacina inativada poliomielite), administrada via intramuscular.

Já as crianças de 1 a 4 anos, 11 meses e 29 dias deverão ser vacinadas indiscriminadamente com a VOP (vacinal oral poliomielite), desde que já tenham recebido o esquema primário com a VIP.

Municípios devem estender vacinação

“Vamos prorrogar em todo o estado e orientamos aos municípios que estendam os horários de vacinação, que realizem ações extramuros em praças, escolas e outros locais públicos”, reforçou o subsecretário de Vigilância em Saúde de MG, Eduardo Prosdocimi.

De acordo com o subsecretário, há mais de 30 anos Minas Gerais não tem casos de poliomielite graças à vacina. “Não podemos correr o risco de expor nossas crianças a esse vírus novamente”, advertiu.

Segundo levantamento do Ministério da Saúde, a cobertura desse imunizante no estado mineiro, no ano passado, foi de 87,88% em menores de um ano, e de 81,58% em crianças com um ano.

Já neste ano, entre janeiro e março, a cobertura vacinal foi de 88,39% em crianças menores de um ano, e de 81,97% em crianças com um ano.

Conforme a Secretaria de Estado de Saúde, o último caso de poliomielite no Brasil foi em 1989. O país foi certificado livre do poliovírus selvagem em 1994. Porém, em 2023, foi classificado como local de alto risco para a reintrodução do vírus.

Conhecida como paralisia infantil, a poliomielite é uma doença altamente infecciosa, causada pelo polivírus, que invade o sistema nervoso e pode causar paralisia total em questão de horas.

A transmissão do vírus ocorre de pessoa para pessoa, principalmente por meio de via fecal–oral ou por um veículo comum, como água ou alimentos contaminados, e multiplica-se no intestino.

Com SES-MG

Andreza Miranda

Graduada em Jornalismo pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e repórter do BHAZ desde 2020. Participou de duas reportagens premiadas pela CDL/BH (2021 e 2022); de reportagem do projeto MonitorA, vencedor do Prêmio Cláudio Weber Abramo (2021); e de duas reportagens premiadas pelo Sebrae Minas (2021 e 2023).

Mais lidas do dia

Leia mais

Acompanhe com o BHAZ