Mulher é presa por assediar menores, fazer apologia ao nazismo e ameaças de massacre em escola

viatura polícia
Mulher foi presa após mãe das vítimas denunciar o caso (Amanda Dias/BHAZ)

Uma mulher teve a prisão decretada pelo MPMG (Ministério Público de Minas Gerais) suspeita de assediar duas menores e fazer publicações nas redes sociais para induzir os usuários ao suicídio, além de incentivar tráfico de drogas, fazer apologia ao nazismo e ameaçar fazer um massacre em uma escola. O caso ocorreu na cidade de Tiros, na região do Alto Paranaíba.

Segundo a denúncia, as investigações começaram quando a mãe das vítimas, duas adolescentes, percebeu a mudança no comportamento das filhas. Ela conta que identificou inúmeras conversas da acusada com as adolescentes, e que a situação piorou quando houve retorno presencial às aulas, já que a suspeita ameaçava um massacre em um colégio.

Nas mensagens analisadas pelos investigadores foi identificado que a suspeita assediava as adolescentes para praticar atos libidinosos e possível crime de estupro de vulnerável contra uma das vítimas. Também foram encontrados indícios de que pode haver outras vítimas, que ainda não foram identificadas.  

Quebra de sigilo telefônico

A acusada está presa e o Ministério Público, por meio da Promotoria de Justiça da Comarca de Tiros, também pediu uma medida cautelar que impeça qualquer contato entre as partes, além de solicitar o mandado de busca e apreensão de aparelhos eletrônicos como notebooks, computadores e celulares. Também foi solicitada a quebra de sigilo dos aparelhos telefônicos das menores.  

As decisões sobre os pedidos de quebra de sigilo, busca e apreensão e das medidas cautelares solicitadas foram autorizadas pelo Juízo da Comarca de Tiros, e cumpridas com o auxílio da Polícia Militar. O MPMG informou também que as perícias dos aparelhos apreendidos já estão sendo providenciadas.

Jordânia Andrade
Jordânia Andradejordania.andrade@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde outubro de 2020. Jornalista formada no UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) com passagens pelos veículos Sou BH, Alvorada FM e rádio Itatiaia. Atua em projetos com foco em política, diversidade e jornalismo comunitário.

Comentários