Tarifas de energia da Cemig aumentam em todo o estado a partir de amanhã; confira valores

Tarifa da Cemig
Cemig destacou que não houve reajuste para clientes residenciais em 2020 e 2021 (Cemig/Divulgação)

A partir desta quarta-feira (22), as tarifas de energia da Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais) sofrerão um aumento em todo o estado. O Reajuste Tarifário Anual foi aprovado hoje (21) pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica).

O órgão regulador do setor elétrico definiu um aumento de 5,22% para os clientes residenciais dos 774 municípios da área de concessão da companhia. A Cemig atende a cerca de 8,8 milhões de unidades consumidoras no estado.

Confira as tarifas que entrarão em vigor amanhã para outras classes de consumo e o efeito médio do reajuste para todos os consumidores:

Baixa tensão em médiaAlta tensão em médiaEfeito médio para o consumidor
6,23%,14,31%8,80%

Por meio de nota, a Cemig destacou que não houve reajuste tarifário para os clientes residenciais em 2020 e 2021. “Assim como nos dois anos anteriores, a diretoria da Cemig submeteu à Aneel proposta de antecipação da devolução para os consumidores da área de concessão da Cemig D. O valor definido para este ano foi de R$ 2,8 bilhões, o que fez o efeito médio reduzir mais de 15 pontos percentuais”, diz a companhia.

Em 2020 e 2021, a companhia devolveu cerca de R$ 2,2 bilhões e, como consequência, os clientes residenciais não tiveram aumento na tarifa.

A Cemig ainda reforça como é feita a distribuição dos valores da tarifa: “23,1% ficam na Cemig Distribuição e se destinam a remunerar o investimento, cobrir a depreciação dos ativos e outros custos”.

“Os demais 76,9% são utilizados para cobrir encargos setoriais (16,1%), tributos pagos aos Governos Federal e Estadual (27,3%), energia comprada (26%), encargos de transmissão (7%) e receitas irrecuperáveis (0,5%). Os impostos arrecadados na tarifa de energia, como taxa de iluminação pública, ICMS, PIS e Cofins são repassados integralmente para as prefeituras, Governo Estadual e Governo Federal”, completa.

Edição: Vitor Fernandes
Sofia Leãosofia.leao@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde 2019 e graduanda em jornalismo pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). Participou de reportagens premiadas pelo Prêmio Cláudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados, pela CDL/BH e pelo Prêmio Sebrae de Jornalismo em 2021.

Comentários