VÍDEO: ‘Poderia ser minha esposa’, diz motorista que atropelou bandido para salvar enfermeira

motorista atropela bandido
Vídeo de câmeras de segurança mostram o motorista atropelando de marcha a ré o bandido que rendia a vítima na avenida Levindo de Souza (Reprodução/Redes sociais)

O motorista Luciano Campidelli, 44, disse ter pensando na família no momento em que atropelou um homem que tentava assaltar uma enfermeira. O caso ocorreu em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, e as imagens do momento viralizaram pelo Brasil.

Câmeras de segurança registraram a movimentação nas proximidades da casa de Luciano. Nas imagens, é possível ver que ele deu ré na caminhonete que dirigia e atingiu o suspeito que estava numa moto em cheio. Relembre o caso aqui.

Luciano conversou com o BHAZ nesta quinta-feira (16) e contou que tudo ocorreu em “questão de segundos”. Ele disse que havia acabado de sair da garagem de casa quando notou que a mulher, vítima da tentativa de assalto, estava nervosa.

“Foi questão de segundos mesmo, foi tirar o carro da garagem e avistar a situação. Minha esposa saiu de moto momentos antes para a academia. Foi então que eu vi e pensei ‘trem errado’, a moça estava com as mãos no rosto, chorando, apavorada”, relembra.

‘Precisava ajudar a moça’

Luciano explica que voltou com o carro de ré e questionou o que estava ocorrendo. Segundo ele, o suspeito respondeu e ele direcionou a pergunta à vítima. “Eu perguntei se estava acontecendo alguma coisa e ele respondeu que não, mas eu disse que estava perguntando para ela”, relata.

“Eu percebi que ele estava armado e afastei o carro, foi então que pensei: ‘vou voltar de marcha ré’ e passar por cima mesmo. Eu precisava ajudar a moça. Ele foi atingido e saiu mancando e mostrando o revólver, montou na moto e saiu de lá”, recorda.

Após o atropelamento, o motorista acionou a Polícia Militar e aguardou a chegada dos policiais. “Eu socorri a menina, ela estava abalada, mas conseguiu agradecer. Eu notei que não parecia um roubou comum, ele [o suspeito] fez um terror com ela”, explica.

Agradecimento

À reportagem, Luciano conta que o pai da enfermeira o procurou ontem (15) para agradecer a ajuda dada por ele. O homem contou que a filha estava abalada e que só conseguiu contar o ocorrido um dia depois. Foi então que procurou o empresário.

“O pai dela [da vítima] me procurou ontem e agradeceu muito, ele disse que sabia que algo pior poderia ter acontecido com ela. Depois da pandemia, em que tanta gente morreu, precisamos ter mais empatia, não podemos fingir que não estamos vendo o nosso próximo”, diz o empresário.

Roberth Costa[email protected]

De estagiário a redator, produtor, repórter e, desde 2021, coordenador da equipe de redação do BHAZ. Participou do processo de criação do portal em 2012; são 11 anos de aprendizado contínuo. Formado em Publicidade e Propaganda e aventureiro do ‘DDJ’ (Data Driven Journalism). Junto da equipe acumula 10 premiações por reportagens com o ‘DNA’ do BHAZ.

SIGA O BHAZ NO INSTAGRAM!

O BHAZ está com uma conta nova no Instagram.

Vem seguir a gente e saber tudo o que rola em BH!