Newton Cardoso Jr. deve ser ministro da Defesa em possível Governo Temer

O nome do deputado federal mineiro Newton Cardoso Jr. (PMDB) é dado como certo em um provável governo comandado por Michel Temer (PMDB). Caso a presidente Dilma Rousseff (PT) seja afastada pelo processo de impeachment, que está atualmente em análise no Senado, o parlamentar deve assumir de imediato a pasta.

A decisão teria sido oficializada em uma reunião na manhã desta quarta-feira (11), no Palácio do Jaburu, residência oficial do vice-presidente. O ex-governador de Minas Gerais, Newton Cardoso (PMDB), e o atual vice-governador do Estado, Antônio Andrade (PMDB), também estavam presentes no encontro.

A escolha de Newton Cardoso Jr. para a Defesa segue um acordo firmado anteriormente entre lideres do partido. Ficou acertado que se Michel Temer chegar a ser presidente o ministério vai ficar com o PMDB, conforme informações checadas pelo Bhaz.

Histórico

Newton Cardoso Jr. foi eleito como deputado federal em 2014. O cargo é o primeiro dele na política e foi conquistado graças à influência do pai. Os dois são alvo do inquérito 3372 junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) por falsidade ideológica e lavagem de dinheiro, além de outros crimes. O deputado mineiro ainda está envolvido no escândalo do “Panamá Papers”, no qual teriam usado empresas offshores para comprar um helicóptero e um flat em Londres, na Inglaterra. Essas informações são do jornal O Tempo.

Roberth Costaroberth.costa@bhaz.com.br

Editor do BHAZ desde junho de 2018 e repórter desde 2014. Participou do processo de criação do portal em 2012. É formado em Publicidade e Propaganda pela Faculdade Promove. Participou de reportagens premiadas pela CDL/BH em 2018, 2019 e 2020, além de figurar entre os finalistas do prêmio Sindibel, em 2019, e Sebrae de Jornalismo, em 2021.