Aécio Neves oficializa nome de João Leite como pré-candidato à PBH

Reprodução/Facebook

O presidente do diretório nacional do PSDB, senador Aécio Neves, veio à capital mineira, nesta sexta-feira (1°), para oficializar a pré-candidatura do deputado estadual, João Leite (PSDB), a prefeito de Belo Horizonte.

Em encontro de lideranças tucanas no Hotel Dayrell, na região Central de Belo Horizonte, Aécio Neves disse que o nome anunciado partiu de uma decisão consensual entre partido e aliados.

“Foi exatamente o sentimento de mudança que permitiu que o PSDB e vários outros partidos aliados em BH indicassem o nome íntegro e honrado de João Leite como nosso pré-candidato nas eleições municipais de 2016”, anunciou.

O Bhaz conversou com o pré-candidato João Leite (PSDB), que ressaltou o desejo conquistar a prefeitura de Belo Horizonte, cidade natal do político. “Sendo chamado pela cidade onde nasci, criei os meus filhos e, hoje, a minha neta, para mim é uma honra ser prefeito dessa cidade”, declarou.

Caso João Leite consiga eleger, a legenda retomará a chefia do Executivo municipal após mais de duas décadas (a última gestão foi 1989-1992, com Pimenta da Veiga e Eduardo Azeredo). “Ainda que o PSDB não tenha vencido nas última eleições em BH, a legenda participou das duas últimas gestões, com postos importantes”, atenuou.

Confira a entrevista concedida pelo senador Aécio Neves (PSDB), confirmando o nome de João Leite.

Vice

O atual prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda (PSB), não só refutou a indicação de um vice para compor a chapa dos tucanos nas eleições municipais deste ano, como também já oficializou o nome do empresário Paulo Brant (PSB), marcando a quebra na aliança entre PSDB e PSB.

Ao Bhaz, João Leite disse não ter preferência pessoal para indicação de um vice. “O que o PSDB e os partidos aliados confirmarem, esse nome irá me satisfazer”.

Pouco tempo e pouco dinheiro para campanha

“Não me lembro de uma campanha na qual tivemos sobra de dinheiro”, diz o pré-candidato João Leite (PSDB). As eleições de 2016 serão as primeiras disputas nas quais irão vigorar as alterações nas normas eleitoras. As principais mudanças são a redução do tempo de campanha e a proibição de contribuições financeiras de empresas.

“Fui o candidato que fez a campanha mais pobre em 2014 e estou acostumado. Conheço bem Belo Horizonte e o meu forte é o contato com as pessoas”.

Outros pré-candidatos

João Leite (PSDB) deve ter como principal adversário o pré-candidato pelo PHS, Alexandre Kalil. Em pesquisa de intenção de votos divulgada pelo jornal Estado de Minas, no início do mês, João Leite aparece com 17% das intenções, seguido de Alexandre Kalil com 6% do eleitorado.

O PT deve optar por nomes entre o deputado estadual Rogério Correia, o deputado federal Reginaldo Lopes e o ex-prefeito de BH, Roberto Carvalho.

Pelo PMDB, interlocutores apostam na confirmação do deputado federal Leonardo Quintão. No entanto, o nome ainda precisa ser oficializado. A decisão está entre Quintão e o também deputado federal Rodrigo Pacheco.

Guilherme Scarpellini

Guilherme Scarpellini é redator de política e cidades no Portal BHAZ.