‘É um autoritário, psicopata, um homem doente’, diz Doria sobre Bolsonaro durante programa de TV

doria e bolsonaro
Governador não poupou críticas ao ex-aliado (Marcos Corrêa/PR)

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), classificou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) como um “autoritário, psicopata e um homem doente”. As declarações foram dadas em entrevista ao Roda Viva, da TV Cultura, nessa segunda-feira (23). O ex-aliado do presidente disse ainda que ele é um “negacionista”.

Governadores se reuniram ontem e decidiram convidar o presidente Bolsonaro para um encontro com os gestores estaduais. Doria foi questionado sobre o que espera desta reunião e começou a criticar o presidente. “Não espero nada, nem sequer um encontro. Não haverá encontro. Bolsonaro não gosta do diálogo”, disse.

Na sequência da resposta, Doria afirmou que o presidente é um “apaixonado pela ditadura e defende torturadores”. “Ele celebra a ditadura [31 de março] e eu celebro a liberdade”.

‘Psicopata’

As críticas a Bolsonaro não pararam e Doria disse acreditar que o presidente é “psicopata”. “Do Bolsonaro não espero nada daquilo diferente que fez. É um autoritário, além de ser um negacionista. E a meu ver, é um psicopata, um homem doente. Se for submeter Bolsonaro a análise psiquiátrica vão colocar que ele é doente”.

Doria contou que Bolsonaro se reuniu apenas uma vez com os governadores. “A única reunião foi logo após a posse. Eu, ainda iludido, imaginando que fosse o presidente do Sergio Moro, do liberalismo, que viria para mudar o país, promovi esta reunião. Ele chegou atrasado, falou meia dúzia de bobagens e foi embora”, relembrou.

“Ele [Bolsonaro] desrespeita o pacto federativo e não gosta dos governadores, exceto aqueles que o adulam. O governador de São Paulo apoiou Bolsonaro nas eleições de 2018 e disse ter cometido um “engano”. “Milhões de brasileiros como eu cometeram engano. Milhões de pessoas se decepcionaram”, eximiu.

Edição: Vitor Fernandes
Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política. Teve reportagens agraciadas nos prêmios CDL (2018, 2019 e 2020), Sebrae (2021) e Claudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados (2021).

Comentários