Doria chama Aécio de ‘pária’ e diz que deputado mineiro tem ‘síndrome da derrota’

doria e aecio
Governador não poupou críticas ao colega de partido (Wilson Dias/Agência Brasil + Alexssandro Loyola/PSDB na Câmara)

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), chamou o deputado mineiro Aécio Neves de “pária dentro do partido” e disse que ele tem a “síndrome da derrota”. A declaração foi dada durante entrevista no Roda Viva, na última segunda-feira (23). Os políticos são correligionários e a presidência do PSDB de Minas criticou as declarações do político paulista (veja abaixo).

Doria falou sobre Aécio após ser questionado sobre uma declaração do político mineiro de que o PSDB vai se “isolar” e se tornar um “partido nanico”, caso o governador de São Paulo seja o candidato da legenda para a eleição presidencial do ano que vem. “Que autoridade Aécio Neves tem para falar isso? Nenhuma”, iniciou o governador.

“Ele é um pária dentro do PSDB e tem a síndrome da derrota. Terei o prazer de vencer aqueles que pensam como pensa Aécio Neves e o dever de proteger, amparar e estar ao lado daqueles que defendem o PSDB, como Fernando Henrique Cardoso. Um partido pela democracia, pelos valores da liberdade, que faz oposição ao governo Bolsonaro”, continuou Doria.

O político do PSDB de São Paulo ainda afirmou que Aécio faz encontros com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e “negocia emendas na calada da noite” para defendê-lo na Câmara Federal. “Eu lamento que ele esteja no mesmo partido que eu estou, o PSDB”, concluiu.

‘Postura de Doria não ajuda’

O PSDB de Minas Gerais publicou uma nota lamentando o que chamou de “ataque” do governador João Doria ao deputado federal Aécio Neves. A legenda disse que os termos utilizados “extrapolam as divergências políticas” e “não são usuais para quem ocupa um cargo como o dele”.

A nota foi assinada pelo deputado federal Paulo Abi Ackel, que é o presidente do PSDB-MG. “Aos mineiros, não só do PSDB-MG, as palavras de Doria soam com indignação e espanto, em razão das pretensões políticas do governador, postulante eventual ao cargo de Presidente da República”, disse em um dos trechos.

Em outra parte do documento, o parlamentar destacou que “a postura de Doria não ajuda o PSDB”. “Além de desconsiderar toda a carreira política de Aécio, Doria esquece que Aécio tem uma enorme folha de contribuições ao próprio PSDB, partido que presidiu”. O documento pode ser lido na íntegra abaixo.

nota psdb minas
Partido publicou nota em apoio ao deputado mineiro (Reprodução/@PSDBMG/Facebook)
Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política. Teve reportagens agraciadas nos prêmios CDL (2018, 2019 e 2020), Sebrae (2021) e Claudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados (2021).

Comentários