‘Grosseiro’: Lula rebate Ciro e diz que Covid pode ter afetado cérebro do político

lula
Declarações foram dadas em entrevista para emissora de rádio (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) respondeu Ciro Gomes (PDT), nesta quinta-feira (14), após ele ter dito que o petista conspirou pelo impeachment de Dilma Rousseff. Lula afirmou que a Covid-19 pode ter afetado o cérebro do também presidenciável.

As redes sociais foram palco de uma discussão entre Dilma e Ciro nessa quarta (13). “Eu não vou falar do Ciro. O que ele fez ontem foi tão banal, foi tão grosseiro, que às vezes que fico pensando, como Jesus Cristo na cruz dizia: ‘Pai, perdoai os ignorantes, eles não sabem o que fazem”, disse Lula.

A declaração do petista foi dada durante entrevista à Rádio Grande FM de Dourados, no Mato Grosso do Sul. Lula continuou respondendo o pedetista e afirmou que as falas recentes podem ter sido provocadas por sequelas do novo coronavírus.

“Eu às vezes fico pensando, não sei se o Ciro teve Covid ou não, mas me disseram que quem tem Covid tem problemas de sequelas, alguns têm problemas no cérebro, de esquecimento, eu não sei”, afirmou.

Ciro testou positivo para Covid em outubro do ano passado. Na oportunidade foi informado que ele teve sintomas leves de gripe.

‘Baixarias’

Lula ainda classificou as falas de Ciro como “baixarias”. “Não é possível que um homem que pleiteia a Presidência da República possa falar baixarias que ele falou ontem. Eu só lamento profundamente que seja assim. Eu só não sei o que ele está querendo, mas quem planta vento colhe tempestade”.

O ex-presidente afirmou ainda que Dilma sofreu um golpe e que isso não pode ser esquecido. “O Brasil só piorou de lá pra cá. Falaram em ponte para o futuro, mas foi uma ponte para o abismo. Em 2014 tínhamos o menor desemprego da história e inflação controlada”, complementou.

Edição: Giovanna Fávero
Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política. Teve reportagens agraciadas pelo prêmio CDL.

Comentários