VÍDEO: Eduardo Bolsonaro já culpou presidente por gasolina cara no Brasil

Eduardo Bolsonaro Gasolina
Em viagem aos EUA, Eduardo Bolsonaro apontou governo Dilma como responsável por gasolina cara. (Reprodução/Eduardo Bolsonaro/YouTube)

Sabe aquele vídeo que não envelhece muito bem para um político? Pois é… o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), agora “paga língua” por uma crítica feita há seis anos. Neste fim de semana, viralizou nas redes sociais uma gravação na qual ele aparece em um posto nos Estado Unidos protestando contra o preço da gasolina no Brasil e culpa o governo federal pela situação. Na época, o litro do combustível custava cerca de R$ 2,50, bem menos do que os R$ 7 que alguns estados têm registrado agora em agosto.

Na gravação, Eduardo ironiza ao falar que o Brasil é “dono do petróleo”. “Agora você está pagando o preço da (operação) Lava Jato, lá da corrupção do pessoal que desviou dinheiro da Petrobras”, diz o deputado no vídeo que foi postado em seu canal oficial do YouTube.

Na última semana, Eduardo compartilhou um vídeo no qual seu pai diz que a gasolina está barata, mas, até chegar ao consumidor final, existem outras cobranças. Economistas defendem que a alta registrada nas últimas semanas – na verdade – tem relação com desvalorização do real no câmbio e também com os efeitos do reajuste anunciado pela Petrobras em julho. 

A vida para os mineiros também não tem sido fácil no quesito preço do combustível. Quem abastece o carro com gasolina comum em Minas está pagando mais do que moradores de 18 outros estados do país, além do Distrito Federal, conforme pesquisa da ANP (Agência Nacional de Petróleo).

De acordo com o levantamento, no mês de agosto, Minas ocupou o nono lugar no ranking de gasolinas mais caras do Brasil, quando levado em conta o preço médio do produto.

Comentários