Apresentadora da Jovem Pan come chocolate ao vivo e é demitida: ‘Melhor de Deus está por vir’

Apresentadora da Jovem Pan é demitida após comer chocolate ao vivo
Apresentadora da Jovem Pan é demitida após comer chocolate ao vivo. (Reprodução/Notícias na TV).

Mariana Fanti, apresentadora titular dos programas Top of The Hour e Headline News na radio e TV Jovem Pan, foi demitida nessa terça-feira (4). Um dos motivos veio a público, após a circulação de um vídeo da jornalista comendo um pedaço de chocolate enquanto realizava uma entrevista. Mariana apresentava o Jornal da Manhã Segunda Edição, cobrindo a folga de Marcelo Mattos.

O vídeo que circulou internamente na emissora mostra Mariana Fanti dividindo a tela com o comentarista Miguel Daoud. Enquanto Miguel falava sobre políticas para fome no Brasil, Mariana coloca um pedaço de chocolate na boca e o mastiga. A jornalista não percebeu que estava no ar dividindo a tela, chegando a virar para o lado e conversar com alguém. O comentarista tenta disfarçar a atitude da colega e a câmera a tira do ar, deixando apenas Daoud.

Essa gafe ocorreu no dia 23 de dezembro, durante a escala de plantões dos jornalistas da Band e não foi a primeira vez que Mariana cometeu esse tipo de erro. No dia 21, após a entrada de um repórter do Rio de Janeiro, a apresentadora foi flagrada de cabeça baixa, provavelmente mexendo no celular. A distração fez Mariana atrapalhar-se ao chamar a nova reportagem e errar o nome do repórter.

A demissão

O portal Notícias da TV apurou com fontes internas da Jovem Pan a repercussão negativa que os vídeos das gafes tiveram internamente na empresa. Chegou até mesmo ao dono da firma, Antônio Augusto Amaral de Carvalho Filho, que determinou a demissão da profissional.

Nessa quinta-feira (5), Mariana Fanti publicou em seus stories no Instagram: “Acreditar que o melhor de Deus está por vir é uma decisão pessoal”, disse se referindo a demissão.

A Jovem Pan passa por um momento complicado, uma vez que grande parte dos jornalistas ainda estão de férias e muitos funcionários estão afastados por terem contraído ou estarem com suspeita de covid-19.

Edição: Vitor Fernandes
Giulia Di Napoligiulia.di.napoli@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Comentários