Padre Julio Lancellotti critica preço de tênis de Mion e apresentador responde: ‘Causa tristeza’

padre-julio-lancellotti-marcos-mion
Padre Julio Lancellotti demonstrou tristeza com notícia sobre valor do tênis de Mion (Reprodução/@padrejulio.lancellotti + @marcosmion/Instagram)

O apresentador Marcos Mion rebateu o padre Julio Lancellotti, após o religioso comentar sobre uma notícia que falava do valor de um tênis usado pelo comandante do Caldeirão. Segundo a manchete compartilhada pelo sacerdote nessa segunda-feira (24), o par de sapatos de Mion teria custado R$81 mil. O padre comentou que “Causa tristeza tanta desigualdade” e marcou o apresentador. 

Em seguida, padre Júlio fez outra postagem no Instagram, de uma foto mostrando pés de pessoas usando chinelos. Ele escreveu: “Quem mandou não trabalhar e não ter um tênis de luxo né!”. Confira as publicações feitas pelo religioso:

Mion responde padre Julio

Marcos Mion respondeu ao padre na publicação sobre o valor do par de tênis. Educadamente, o apresentador pontuou: “Querido padre Julio, preciso deixar claro que esse notícia quer causar exatamente esse efeito: choque. Eu não paguei e nunca pagaria esse valor em um tênis”.

“Existe um mercado de hipervalorização de tênis, como de qualquer outro produto, mas eu não faço parte dele. Esses tênis que eu tenho que atingem esses valores nesse mercado paralelo ou eu ganhei da marca ou comprei na loja, no lançamento, pagando o valor do mercado”.

Mion disse ainda que reconhece seus privilégios e, por conta disso, se sente obrigado a ajudar o próximo. “Aproveito a oportunidade para lembrar que estou sempre à disposição para ajudá-lo com suas grandes causas e reitero a admiração que tenho pelo seu trabalho abençoado”, finalizou.

Padre compartilha resposta de Mion

O sacerdote compartilhou a resposta de Marcos Mion, e afirmou que ficou sensibilizado com a fala do apresentador. “A convivência diária com os mais pobres nos fere demais. Todos os dias vejo os pés marcados de tantos que até trabalham e não conseguem sequer um chinelo. Deus nos guarde e Maria também. Um abraço”, disse padre Julio a Mion.

Edição: Giovanna Fávero
Andreza Mirandaandreza.miranda@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Comentários