Repórter do SBT é expulsa de prédio ao vivo durante cobertura de incêndio e reage: ‘Sou ousada mesmo’

Repórter diz que é ousada
Segundo a jornalista, um morador do prédio favoreceu outra emissora presente no local (Reprodução/SBT)

Uma repórter da TV Aratu, filiada ao SBT, deu o que falar na cobertura de um incêndio em um condomíno residencial em Salvador (BA), nessa quinta-feira (13). O cenário no bairro da Barra virou motivo para discussão, uma vez que Driele Veiga desejava passar a faixa de isolamento para entrar ao vivo no telejornal, mas foi impedida por um morador e um segurança do prédio. “Sou ousada mesmo, graças a Deus”, disparou a profissional.

A confusão começou porque uma equipe da RecordTV também estava realizando uma cobertura no local, mas apenas a de Driele foi conduzida a se retirar. Descontente com a situação, a repórter rebateu a um funcionário que apareceu para falar com ela: “São duas equipes de imprensa que estão aqui, porque o senhor só está abordando a equipe da TV Aratu? Se uma pode, a outra também pode”, começou.

Em resposta, o homem disse que o outro grupo já estava ali e era amigo do morador. “Ah, olha aqui, temos um morador que está beneficiando uma outra emissora e estamos sendo colocados para fora nesse momento”, reclamou a jornalista, explicando que compreende a ação do segurança porque ele “só estava fazendo seu trabalho”.

Jornalista ‘se convida’ para entrar no local

Ainda insatisfeita, a repórter do SBT se aproximou de moradores ali presentes e perguntou se algum deles poderia “convidá-la” para adentrar o condomínio, já que a outra equipe também recebeu essa permissão. “Pronto, agora estamos convidados! Estamos autorizados pelo morador do 402, você [segurança] não pode me tirar porque sou convidada do 402. Se for me tirar, vai ter que tirar o convidado do outro morador”, disse ela.

Logo depois, Veiga retornou à área comum do edifício. Enquanto falava com o síndico, foi chamada de “ousada” pelo morador que queria expulsá-la do local. Rebatendo, ela entrou na brincadeira e alfinetou: “Sou ousada mesmo, graças a Deus. É por conta dessa ousadia que eu trabalho nesse canal”. De acordo com informação divulgada pela própria repórter no início do telejornal, ninguém ficou ferido ou precisou de atendimento em virtude das chamas.

‘Ousadia’ repercute na web

Como de costume, a internet não perdoou o episódio. Principalmente no Twitter, internautas estão tecendo elogios ao jogo de cintura da repórter baiana do SBT e a chamando de “lenda”. Uma pessoa chegou a sugerir que “o fogo foi no playground”, embora o incêndio tenha sido em um andar superior. Outros perfis ainda revelaram terem procurado a jornalista nas redes sociais para stalkeá-la.

Veja abaixo alguns dos tuítes:

Edição: Giovanna Fávero
Nicole Vasquesnicole.vasques@bhaz.com.br

Graduanda em Jornalismo pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Comentários