Apocalipse digital? Entenda o que pode estar por trás do ‘pior apagão da história’ do Facebook

apps redes sociais
Apesar das muitas teorias, o diretor-geral do Facebook, Mike Schroepfer, se limitou a definir o ocorrido como um ‘problema de rede’ (FOTO ILUSTRATIVA: Banco de imagens/Unsplash)

Com as redes sociais mais populares do mundo fora do ar por mais de cinco horas, milhares de internautas aproveitaram o tempo “ocioso” nesta segunda (4) para fazer uma única coisa: especular. É que o “apagão”, que já é tido por muitos como “o pior da história” do Facebook, além de gerar transtorno, mobilizou as empresas e intrigou os usuários – que não parecem tão confiantes de que o problema seja só um erro técnico.

Em apenas alguns minutos no Twitter – uma das únicas plataformas sobreviventes do “apocalipse digital” – é possível ver dezenas de teorias diferentes sobre a situação. O burburinho foi tanto que os serviços começaram a voltar ao normal, aos poucos, mas não o suficiente para acalmar os ânimos.

O impacto em outras redes sociais, já que o Facebook é também responsável pelo Instagram e Whatsapp, piorou a situação. O silêncio das empresas – que, até o momento, se limitaram a dizer que estão trabalhando para resolver o problema – também não ajuda muito e as hipóteses só aumentam.

Teorias e ‘conspiração’

“Alguém excluiu grandes seções das rotas [de BGP]… Isso significa que o Facebook não está apenas fora do ar, pelo que parece. Isso significa que o Facebook acabou”, especulou um perfil, citando o sistema de rotas que o serviço usa para enviar informações aos usuários.

Uma outra conta citou um enorme vazamento de dados que teria sido proporcionado pela instabilidade da rede. “Dados de mais de 1,5 bilhão de usuários do Facebook estão sendo vendidos em um fórum popular relacionado a hackers. Os dados contêm nomes, emails, números de telefone, locais, gênero e ID dos usuários”, pontua a conta.

Conforme o Privacy Affairs, ainda não há como saber a magnitude do problema, já que vários compradores desses dados afirmaram que a venda não passava de um golpe e que não receberam nenhuma informação. Até o momento, não há relatos de perfis que tenham sido comprometidos e o Facebook não se posicionou sobre o escândalo – que, caso confirmado, não seria o primeiro.

‘Erro interno’ no Facebook

Apesar das muitas possibilidades, até o momento a origem da falha não foi descoberta. Pelo Twitter, o diretor-geral do Facebook, Mike Schroepfer, pediu desculpas aos usuários e se limitou a definir o ocorrido como um “problema de rede”.

“Sinceras desculpas a todos os afetados por interrupções nos serviços do Facebook no momento. Estamos enfrentando problemas de rede e as equipes estão trabalhando o mais rápido possível para depurar e restaurar o mais rápido possível”, escreveu.

Já em entrevista ao jornal New York Times, fontes do departamento de segurança da empresa descartaram a possibilidade de um ataque hacker. O problema, no entanto, tem mobilizado os funcionários. Conforme revelou o próprio News York Times, o Facebook chegou a mandar uma equipe para o estado da Califórnia, onde ficam os servidores da rede, para tentar reiniciar a plataforma “manualmente”.

DNS e 5XX: Já ouviu falar?

Para especialistas em tecnologia, é provável que a interrupção seja mesmo resultado de um erro interno, mas um pouco mais complexo devido a demora de restabilização.

“Existe um sistema chamado DNS (Sistema de Nomes de Domínio) e ele basicamente converte o que chamamos de domínio em um IP (endereço do site). E existe uma tabela gigante que contém o IP de todos os sites e sistemas existentes. Tudo indica que o endereço do Facebook e das demais redes instáveis tenham desaparecido dessa tabela”, explica ao BHAZ o programador Alencar Antônio.

Outras pessoas apontam que uma pista do que pode ter acontecido apareceu na tela dos usuários que tentavam acessar as plataformas: a mensagem “5XX Server Error”. Esse aviso, no entanto, costuma indicar problemas corriqueiros em servidores de sites e que normalmente são resolvido de forma muito mais rápida.

Os dois termos – DNS e 5XX Server Error – circularam bastante pelo Twitter nesta tarde, já que são apontados como as explicações mais plausíveis por diversos especialistas. No caso do segundo, a curiosidade foi ainda maior. É que foi essa a mensagem que vários usuários do Instagram e do Facebook receberam ao tentarem acessar as redes.

Problemas além do Facebook

Além das redes sociais vinculadas ao Facebook, outros plataformas tiveram instabilidade na tarde de hoje. É o caso do banco digital Nubank, que apresentou falha no serviço de pagamentos.

Alguns usuários também se queixaram de oscilações no próprio Twitter – que, durante parte da tarde, parou de carregar mídias -, além do aplicativo de músicas Spotify e do Telegram, uma das plataformas mais utilizadas como uma alternativa ao WhatsApp.

O que dizem as empresas?

Para se pronunciar sobre o ocorrido, empresas ligadas ao Facebook utilizaram o Twitter. “O Instagram e os amigos estão passando por um período difícil agora, e você pode estar tendo problemas para usá-los. Tenha paciência conosco, estamos nisso!”, disse a conta oficial da plataforma ainda no início da tarde, quando surgiu o problema.

“Estamos cientes de que algumas pessoas estão tendo problemas com o WhatsApp no ​​momento. Estamos trabalhando para que as coisas voltem ao normal e enviaremos uma atualização aqui assim que possível. Obrigado pela sua paciência!”, tuitou o perfil do WhatsApp durante a tarde.

Instagram e Facebook se desculpam

Desde então, nenhum dos empreendimentos de Mark Zuckerberg – que foi de 4º para 5º homem mais rico do mundo após o “probleminha” – voltou a se manifestar publicamente sobre as causas da instabilidade. O Instagram, no entanto, confirmou que está voltando.

“O Instagram está, devagar, mas com certeza voltando agora. Obrigado por lidarem conosco e desculpem a espera”, publicou o perfil da plataforma no Twitter.

O Facebook seguiu: “Para a enorme comunidade de pessoas e empresas ao redor do mundo que dependem de nós: sentimos muito. Temos trabalhado muito para restaurar o acesso aos nossos aplicativos e serviços e estamos felizes em informar que eles estão voltando a ficar online agora”.

Tudo normal por aqui

Apesar de alguns usuários denunciarem instabilidade também no Spotify, o perfil garante: “Continuo firme e forte com vocês”. O perfil do Telegram também não comentou problemas na plataforma.

Já o Nubank disse que identificou “uma oscilação nos pagamentos de boletos, mas estamos trabalhando para que isso seja resolvido”.

Edição: Giovanna Fávero
Larissa Reis
Larissa Reislarissa.reis@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Comentários