Padrasto é preso por estupro e violência contra enteadas em MG: ‘Crime covarde’

Polícia prende padrasto abusava enteadas
Uma das vítimas foi abusada pela primeira vez quando tinha apenas 9 anos de idade (Amanda Dias/BHAZ)

Um homem de 43 anos foi preso ontem (21) suspeito de estuprar as duas enteadas. O crime ocorreu na cidade de Pitangui, região Centro-Oeste de Minas. De acordo com a Polícia Civil, as irmãs têm 17 e 14 anos, e o suspeito abusou da mais velha quando ela tinha apenas nove anos.

As próprias vítimas denunciaram o estupro. Além dos abusos, as adolescentes sofriam maus-tratos, violência física e psicológica. A mais nova relatou à Polícia que aos 12 anos foi colocada para dormir no canil e na varanda da casa, sem cobertor e travesseiro. Isso seria uma punição por ter se recusado a ir para casa da avó, momento que o suspeito cometia os abusos contra a outra irmã.

Mãe também era vítima de violência

As investigações apontam que a mãe das meninas também era sofria violência do companheiro. O suspeito agredia a esposa constantemente para intimidar a mulher a não denunciar os abusos contra as filhas.

O delegado responsável pelas investigações, Fábio Lucas Gabrich Cruz e Silva, representou pela prisão do suspeito, o que foi prontamente aceito pela Justiça. “Trata-se de um crime hediondo, covarde, que fere o corpo e a alma. Toda criança tem direito de viver e crescer sem violência. Essa luta é de todos nós, e a denúncia ainda é a melhor arma”, afirma Fábio.

O suspeito foi conduzido para a Delegacia Regional em Nova Serrana e depois encaminhado ao sistema prisional, onde se encontra à disposição da Justiça.

Edição: Roberth Costa
Jordânia Andrade
Jordânia Andradejordania.andrade@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde outubro de 2020. Jornalista formada no UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) com passagens pelos veículos Sou BH, Alvorada FM e rádio Itatiaia. Atua em projetos com foco em política, diversidade e jornalismo comunitário.

Comentários