Pais são presos suspeitos de matar filha de 1 ano em Montes Claros

Criança de um ano
Familiares do pai da menina ajudaram a acobertar o suspeito (Reprodução/Facebook)

Um pai e uma mãe foram presos e são investigados pelo homicídio da própria filha, de apenas um ano e dois meses, que foi encontrada morta dentro de casa em Montes Claros, no Norte de Minas, nessa terça-feira (6). De acordo com a Polícia Civil, a menina teria sido agredida com golpes que causaram lesões em várias partes do corpo, mas os suspeitos negam participação no crime.

Segundo informações da Polícia Militar, a mãe da criança, de 28 anos, relatou que havia trocado a fralda, dado mamadeira para a filha e deitado para dormir com ela, o marido e os outros dois filhos, na noite de terça. Já de manhã, ela conta que acordou e foi avisada pelo sogro de que a criança estava morta. A mãe teria pegado a menina e tentado acordá-la, sem sucesso, antes de sair na rua e pedir para que um homem que passava chamasse a polícia.

O sogro, pai do suspeito de 32 anos, contou à PM que estava na rua quando sua esposa chegou e avisou que a criança estava morta. Ele, então, teria ido até à casa do filho e avisado a nora, mãe da menina. Já a mãe do suspeito contou que ele chegou em casa dizendo que a mãe da criança, sua esposa, havia matado a filha com golpes e arremessando a bebê na cama. O homem disse que precisava fugir, porque “já tinha problemas na Justiça”, e saiu da casa, ainda conforme relato da mãe dele.

Pai acobertado

A Polícia Militar também entrou em contato com uma irmã do suspeito. A princípio, ela disse que não sabia do paradeiro dele, mas a corporação recebeu uma denúncia anônima que dizia que a mulher teria auxiliado na fuga do irmão. Ela contou, então, que havia sido acordada pela mãe, que teria pedido para ela chamar um mototáxi para que o suspeito fosse levado à casa de outra parente.

Ainda segundo a PM, essa familiar negou, a princípio, que teria abrigado o homem, mas acabou confessando que ele havia passado cerca de uma hora na sua casa e que ela teria dado R$ 20 para que ele fugisse de mototáxi. Após trabalhos de rastreamento, os policiais encontraram o suspeito na rua da casa de uma irmã dele, e o perseguiram até prendê-lo, no bairro Monte Carmelo.

Prisão

Com o homem, os militares encontraram um celular que ele usava para se comunicar com a família. Com isso, a mãe, o pai e a irmã dele também foram presos. A mãe da criança também foi presa ainda dentro de casa. A criança foi examinada e a perícia encontrou sinais de violência e lesões na região abdominal e na costela. Todos os envolvidos foram levados à Delegacia de Plantão de Montes Claros.

Até a manhã desta quarta-feira (7), o corpo da criança estava no Posto Médico Legal de Montes Claros, aguardando retirada por familiares. De acordo com a Polícia Civil, a investigação segue em andamento na cidade. O Conselho Tutelar também foi acionado.

Edição: Giovanna Fávero
Sofia Leão
Sofia Leãosofia.leao@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Escreve com foco na editoria de Esportes no BHAZ.

Comentários