Queimada viva em Recife, mulher trans terá que amputar braço; Whindersson se mobiliza

hospital-da-restauração
Roberta Silva estava internada no Hospital da Restauração, em Recife (Reprodução/StreetView)

Uma mulher trans de 32 anos foi queimada viva na madrugada do último dia 24, em Recife (PE) e terá que amputar um dos braços em decorrência dos ferimentos. A vítima teve cerca de 40% do corpo queimado. Ela foi atacada por um adolescente, 17,” em situação de rua, no Cais de Santa Rita, no centro da capital. Nesse sábado (26), dois dias após o ataque, o humorista Whindersson Nunes falou sobre o caso no Twitter. Foi a primeira postagem dele desde a morte do primeiro filho, o João Miguel, com a influenciadora Maria Lina.

Testemunhas contaram que Roberta Silva estava em um barraco de lona com o adolescente quando ele ateou fogo nela. Ele teria tentado fugir na sequência, mas foi apreendido depois. A vítima recebeu atendimento do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e foi levada ao Hospital da Restauração, especializado no tratamento de queimaduras.

A codeputada do mandato coletivo Juntas Robeyoncé Lima (PSOL) esteve no hospital para visitar Roberta. Ela contou à Ponte que a vítima está enfaixada da cintura para cima e que citou a motivação do ataque como transfóbica. Segundo Robeyoncé, inicialmente, Roberta foi colocada na ala masculina da unidade de saúde e depois foi transferida para a feminina.

O prefeito da cidade de Recife, João Campos, também falou a respeito do caso. Ele considerou o crime “intolerável”. Os desdobramentos estão a cargo da Polícia Civil, que afirma que o ato infracional deverá ser tratado como “tentativa de feminicídio”. O Centro de Referência LGBT do Recife também atua para “garantir os direitos de Roberta”.

Whindersson manda bilhete e flores

O humorista Whindersson Nunes soube do ataque contra Roberta e mobilizou-se. Ele usou o Twitter pela primeira vez desde a morte do filho prematuro e disse que enviou flores e um bilhete à vítima, por meio de um amigo. “Ela não pode ler o bilhete, nem receber as flores. Está intubada indo amputar o braço esquerdo e avaliando amputar o direito”, escreveu o artista em um trecho da postagem.

Na mensagem, Whindersson ainda contou sobre uma amiga trans e disse temer que ela também seja atacada. Confira os tuítes:

Roberth Costa
Roberth Costaroberth.costa@bhaz.com.br

Editor do BHAZ desde junho de 2018 e repórter desde 2014. Participou do processo de criação do portal em 2012. É formado em Publicidade e Propaganda pela Faculdade Promove. Participou de reportagens premiadas pela CDL/BH em 2018 e 2019, além de figurar entre os finalistas do prêmio Sindibel, também em 2019.

Comentários