Janssen, Pfizer, Lockdown: Filhotinhos encontrados em estrada na Grande BH procuram um lar

Filhotinhos para adoção
Além dos filhotes, três adultas também estão para adoção (Teresa Vieira/Arquivo pessoal)

Três fêmeas e oito filhotinhos de cachorro foram encontrados na área rural de Santa Luzia, na região metropolitana de BH, em um local deserto e de difícil acesso. Eles foram resgatados e levados a um lar temporário, onde receberam nomes divertidos como Janssen, Fiocruz e Sputnik. Agora, os cãezinhos procuram famílias que possam adotá-los com responsabilidade.

A protetora Teresa Vieira, que abriga mais de 80 animais em casa, conta que um morador de Santa Luzia viu os animais sozinhos em uma estrada de terra conhecida como “Estrada do Bananal”. Ele levou comida aos cachorros por cerca de dois dias, e uma vizinha chegou a buscar adotantes para os filhotes, mas não achou ninguém que quisesse levá-los para casa.

Janssen e Lockdown
Cachorros têm nomes relacionados à pandemia (Teresa Vieira/Arquivo pessoal)

“São duas mães e uma ‘tia’, irmã de uma das mães, além dos filhotes. Antes, eles eram mais, mas quatro já haviam morrido porque estavam todos abandonados em um local onde não passava ninguém. Eu nem podia trazê-los para casa, porque já tenho muitos animais, mas ninguém teve atitude”, explica Teresa.

Alkingel e Sputnik
Alkingel faz referência ao álcool em gel (Teresa Vieira/Arquivo pessoal)

Nomes peculiares

A protetora conta que os nomes relacionados à pandemia foram inspirados por uma mulher de São Paulo, que colocou outros cachorros para adoção com nomes de marca de vacina. “Uma amiga minha contou que a mulher já tinha anunciado antes, mas ninguém adotava. Quando ela colocou os nomes, doou todos”, relata.

Pfizer e Fiocruz
Nomes foram inspirados em cachorros adotados em SP (Teresa Vieira/Arquivo pessoal)

Uma das filhotes, a Cristal, já foi adotada. Agora, Teresa busca uma família para os outros sete, além das três adultas. Todos os cachorros já foram vermifugados e vacinados, e as adultas serão castradas em breve. Quem tiver interesse em adotar os bichinhos pode entrar em contato com ela pelo telefone (31) 98725-0652.

Maskara
Na pandemia, não pode faltar uma máscara (Teresa Vieira/Arquivo pessoal)
Edição: Giovanna Fávero
Sofia Leãosofia.leao@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde 2019 e graduanda em jornalismo pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). Participou de reportagens premiadas pelo Prêmio Cláudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados, pela CDL/BH e pelo Prêmio Sebrae de Jornalismo em 2021.

Comentários