Terceira geração do Renault Zoe E-Tech é disponível também por assinatura

Novo Renault Zoe
Renault Zoe E-Tech chega a sua terceira geração (Foto: Renault/Divulgação)

A Renault dá mais um passo importante para se consolidar como um dos principais fabricantes de carros elétricos do mundo, com o lançamento da terceira geração do Zoe E-Tech também no mercado brasileiro.

Renault Zoe E-Tech
80% das vendas do novo Zoe serão para empresas (Foto: Renault/Divulgação)

O carro já está sendo vendido nas concessionárias credenciadas. São 16 em 12 idades, mas há a opção de compra online. São elas: São Paulo, Campinas, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Divinópolis, Curitiba, São José dos Pinhais, Porto Alegre, Chapecó, Fortaleza, Recife e Brasília. As duas versões disponíveis custam R$ 204.990 (Zen) e R$ 219.990 (Intense).

Mas o preço alto e a desconfiança por parte dos consumidores ainda pelos carros elétricos também atingem o modelo da Renault. Tanto que a expectativa é que 80% das vendas sejam para pessoas jurídicas (empresas) e apenas 20% para pessoas físicas.

Para amenizar este cenário, o modelo é lançado no Brasil já disponível no sistema Renault On Demand, o serviço de assinatura de longa duração. Para o plano de 36 meses e 1.000 quilômetros por mês, o valor mensal é de R$ 3.890.

Lateral Zoe
Zoe E-Tech faz parte do Renault On-Demand (Foto: Renault/Divulgação)

Tudo online

A contratação é 100% online, realizada no site (link aqui), e inclui a assinatura digital do contrato e todo o acompanhamento durante o período de utilização. Diversas dúvidas são sanadas, entre elas: como conferir o status do pedido, como gerenciar pagamentos e serviços contratados, como consultar multas recebidas, e como contratar na rede de concessionárias credenciada.

São diversos serviços que fazem parte da assinatura. Confira:

  • Revisões preventivas;
  • Todos os documentos e taxas relacionados ao veículo como IPVA e licenciamento são gerenciados pelo Renault On Demand;
  • Proteção contra roubo, furto, incêndio e terceiros (seguro);
  • Serviços de reboque, chaveiro, retorno ao domicílio, hospedagem, carro reserva, e outros serviços emergenciais (24 horas);
  • Personalização da assinatura incluindo outros serviços (valor adicional na mensalidade);

Carregamento rápido

O novo Zoe é equipado com o motor de 135 cv de potência, com torque de 25 kgfm, o que permite passar de 80 a 120 km/h em 7,1 segundos – ganho de 2,2 segundos em comparação com o motor anterior. O carro acelera de 0 a 100 km/h em 10 segundos e chega a velocidade máxima de 140 km/h.

A Renault firmou uma parceria com duas empresas líderes no setor elétrico no Brasil, a WEG e a EDP. Assim, os clientes, sejam empresas ou consumidores finais, contam com um serviço completo para a aquisição e instalação de carregadores elétricos.

O Zoe promete recarregamento da bateria mais rápido em postos de recarga, por causa do sistema chamado Caméléon. No lugar de dois circuitos elétricos diferentes para a recarga e a tração, a Renault conseguiu reunir as duas operações com a mesma eletrônica, para obter uma recarga flexível.

A recarga dele é com corrente contínua (DC). O sistema fica instalado entre o grupo motopropulsor elétrico e a bateria, e permite fazer uma recarga de até 50 kW da bateria em terminais DC. Esta nova opção de recarga se adapta aos trajetos mais longos, principalmente em rodovias.

A portinhola de recarga abriga uma tomada CCS (Sistema Combinado de Recarga) constituída de uma tomada padrão europeu, acompanhada de um conector com dois pinos, dedicado à recarga em corrente contínua.

Este tipo de tomada simplifica o acesso e a gestão da recarga, em qualquer lugar. Em casa, condomínio ou edifício residencial, é possível fazer a recarga de 0 a 100% do novo Zoe E-Tech em 8h33.

Já nos eletropostos públicos, como em estacionamentos, conectado a um terminal com potência de 11 kW, o modelo recupera até 150 quilômetros de autonomia em duas horas, e nos de 22 KW, em uma hora.

Lateral Zoe
Traseira está ligeiramente elevada (Foto: Renault/Divulgação)

Eficiência energética

A eficiência energética é um dos destaques do Zoe, segundo o fabricante. Confira algumas características dessa otimização:

  • Controle térmico da bateria: a temperatura de funcionamento da bateria é controlada por um sistema de arrefecimento externo, que envia ar pulsado para resfriar ou aquecer o módulo, para manter a faixa ideal de temperatura de funcionamento;
  • Rendimento do motor: presença do rotor síncrono bobinado permite melhor eficiência energética;
  • Bomba de calor:  no lugar de resistências há uma bomba de calor. Ela limita o impacto dos sistemas de aquecimento e ar-condicionado na autonomia disponível;
  • Aerodinâmica: carroceria favorece a circulação sem prejudicar os fluxos de ar;
  • Frenagem regenerativa: cada fase de desaceleração contribui para recarregar a bateria, devido ao sistema de conversão da energia cinética em eletricidade;
  • Eco-condução: novo painel de instrumentos digital permite que o condutor tenha melhor visualização do impacto de seu estilo de condução na autonomia disponível.
carregamento Zoe
A recarga do Zoe é com corrente contínua (Foto: Renault/Divulgação)

Design atualizado

O novo Zoe passou por importantes atualizações no design, tanto por dentro quanto por fora. Veja algumas:

  • Contornos do capô esculpido convergem para um losango aumentado que se abre sobre a portinhola de recarga;
  • Para-choque integra adornos cromados na entrada de ar frontal, na grade e nos faróis de neblina;
  • Faróis full LED;
  • Traseira ligeiramente elevada;
  • Porta-malas ampliado para 338 litros;
  • Interior reciclável com 22,5 quilos de materiais sintéticos;
  • Novas entradas de ar laterais, em formato de guelras;

Funcionalidades

O elétrico da Renault inaugura um novo modo de condução por meio do qual o condutor quase não precisa mais utilizar o pedal do freio. Quando o modo “B” está ativado, a carro desacelera de forma mais pronunciada assim que o condutor solta o pedal do acelerador.

Este modo simplifica a condução, principalmente na cidade ou ao reduzir a velocidade. Sua integração conta com um novo sistema de frenagem que também melhora as sensações percebidas no pedal do freio.

Já o modo “D” é útil quando o condutor quer aproveitar a inércia do veículo, por exemplo, em via expressa.

O carro vem como um dispositivo eletrônico chamado E-shifter, já que não exiete caixa de câmbio e embreagem. Graças a ele, o condutor alterna facilmente entre os modos B e D.

Mas ainda permanece no modelo uma alavanca para alternar entre os diferentes modos de condução ou engrenar a marcha a ré.

Simples toques na alavanca enviam enviar as instruções ao controlador do grupo motopropulsor.

Há outras funcionalidade importantes no Zoe E-Tech. Confira as principais:

  • Alterna automaticamente de farol alto para farol baixo quando é detectado que um veículo está se aproximando no sentido inverso;
  • Alerta de ponto cego quando um veículo ou obstáculo é detectado;
  • Assistência automática em rampa (Auto-Hold) permite manter o veículo parado quando o condutor solta o pedal do freio;
  • Radar de estacionamento dianteiro e traseiro, que funciona através de sensores integrados na frente e na traseira;
  • Freio de estacionamento automático.

Acesse: www.aceleraai.com.br

Acelera Ai
Acelera Airedacao@aceleraai.com.br

Jornalistas Eduardo Aquino e Luís Otávio Pires são os editores do site Acelera Aí e da seção veículos do portal Bhaz

Comentários