Yasmin Brunet contesta eliminação de Medina em Tóquio: ‘Roubado na cara dura’

Medina surfe
Medina também lamentou derrota (Reprodução/@gabrielmedina/Instagram)

Yasmin Brunet, esposa do surfista Gabriel Medina, desabafou nas redes sociais, após o marido ter ficado sem medalha nos Jogos Olímpicos de Tóquio, na madrugada desta terça-feira (27). Para a modelo, o atleta olímpico “foi roubado na cara dura”. A eliminação do brasileiro para o japonês dividiu especialistas. Na internet, brasileiros compartilharam o sentimento de roubo e reclamaram das notas dos juízes.

A modelo elogiou o companheiro e disse que não iria fingir que o roubo não aconteceu. “Você foi incrível! Fez tudo o que poderia fazer e mais um pouco. Tenho muito orgulho de você! Estamos do seu lado e não vamos fingir que não vimos o que aconteceu. Foi roubado na cara dura. Só gostaria muito que alguém se posicionasse e te defendesse… te amo meu lindo”, escreveu.

Após a eliminação, o sufista também se pronunciou e demonstrou irritação com a desclassificação. “É triste quando isso acontece. Muita gente mandou mensagem… é difícil passar o ano treinando, se esforçando, e chegar nisso. Mas minha parte fiz, estou amarradão, fiz o meu melhor, e agora é continuar trabalhando. Têm coisas que não dá para entender, mas tinha que ser assim”, afirmou.

Além da esposa, outros famosos se revoltaram com o resultado. “Você é o melhor do mundo. Nós sabemos. E você foi o melhor ontem. Eles sabem também”, acusa o cantor Thiaguinho. “Tenha a consciência tranquila e siga encantando o mundo com seu talento”, complementou. “Os caras nem disfarçaram!”, disse o surfista Pedro Scooby.

Campanha

Na semifinal, disputada na praia de Tsurigasaki, no Japão, o brasileiro liderava sua bateria quando o japonês Kanoa Igarashi fez uma manobra difícil que lhe rendeu uma nota alta (9,33). Medina tinha feito uma manobra semelhante antes, mas conquistado uma nota inferior (8,43), o que causou a revolta entre os telespectadores. Veja:

O japonês venceu Medina por uma diferença pequena de pontos – 17,00 a 16,76 – e foi à final, enquanto o brasileiro ficou na disputada pelo bronze e acabou perdendo para o australiano Owen Wright, por uma margem ainda mais estreita, 11,97 a 11,77. Com o resultado, o brasileiro terminou sua participação nos Jogos Olímpicos sem conquistar nenhuma medalha.

Igarashi, por sua vez, levou o segundo lugar, sendo derrotado pelo brasileiro Ítalo Ferreira, que conquistou a primeira medalha de ouro do Brasil em Tóquio. Ítalo também se tornou o primeiro campeão olímpico de surfe, já que a modalidade é estreante no maior evento esportivo do mundo.

Opinião de especialistas

Surfistas profissionais se pronunciaram sobre a eliminação. Um dos melhores amigos de Medina, o surfista Pedro Velasco, afirmou que o brasileiro foi roubado na prova. “A palavra é roubado mesmo, não tem que economizar de palavra não. Foi roubado mesmo”, disse Pedro, em uma live feita pelo canal Pilhado, no YouTube.

O especialista explica o motivo da afirmação. “E por que que foi roubado? Quem conhece um pouquinho de surfe, quando vocês veem o Gabriel dar um aéreo de rotação completo que ele roda despencando totalmente na base da onda, a perna dá aquele movimento, tende àquele agachamento muito forte, que é um impacto muito grande, com um giro completo, isso é uma manobra que a gente chama de ‘aerial full rotation'”, detalha.

“Uma rotação completa. O Gabriel fez isso duas vezes. O aéreo do Kanoa não deixa de ser um bom aéreo, é um bom aéreo, porém, é um aéreo que o cara coloca uma mão na borda, o que já é uma coisa que tira um pouco da vantagem do ‘full rotation’, porque quando você não coloca a mão na borda é muito mais difícil”, explica. Veja fala completa:

Os surfistas profissionais Teco Padaratz e Miguel Pupo, que comentavam a prova na TV Globo, também disseram que houve um exagero na discrepância das notas. Padaratz, porém, descartou a possibilidade de roubo arquitetado a favor do japonês, argumentando que o júri do surfe é formado por árbitros de todo o mundo, inclusive por brasileiros.

E os brasileiros?

Na emoção, a voz do povo fala mais alto. Na web, os brasileiros de revoltaram com a classificação do japonês e a consequente eliminação de Medina. “O que aconteceu com o Medicina é triste demais”, disse um internauta. “Ainda não me desce o roubo que fizeram com o Medina. O Ítalo Ferreira ganhou, mas éramos pra ter desfrutado com os dois na final e ainda era duas medalhas pra nós”, reclamou outro.

Houve aqueles que não deixaram de usar memes na situação. “O Medina fez de tudo mas os juízes não davam a nota que ele precisava e deram exatamente a nota que o japonês precisava pra ganhar, eu tô te falando gata essa olimpíada tá sendo roubada”, brincou um usuário.

Edição: Roberth Costa

Comentários