X
    Categorias: Política

Imprensa internacional repercute ‘sobrevivência’ de Temer após votação

O resultado da votação que culminou no arquivamento da denúncia contro o presidente Michel Temer repercutiu nos principais jornais internacionais. De diversas maneiras, a imprensa dos países americanos e europeus destacou a vitória do peemedebista no Congresso Nacional.

O francês “Le Monde” noticiou que o presidente da República “escapou de um julgamento” com apenas 36 votos de diferença. Ainda enfatizou que, ao contrário de Dilma Rousseff, ele, apesar de ser um “presidente impopular”, obteve sucesso.

Reprodução/Le Monde

Em seu site, o jornal inglês “Financial Times” também enfatizou que “Temer sobreviveu ao voto da acusação” e que o resultado influenciará favoravelmente o mercado financeiro.

Reprodução/Financial Times

O Público, de Portugal, destacou, na matéria, que Michel Temer “só poderá ser processado pela prática do suposto crime de corrupção passiva denunciado pelos executivos da JBS quando deixar a Presidência do Brasil”. Afirmou, ainda, que o presidente nega as acusações contrárias a ele. As verbas concedidas pelo presidente aos deputados também foram destacadas, além da negociação de cargos públicos.

Reprodução/Público

O argentino “Clarín” abordou as justificativas usadas pelos parlamentares ao anunciarem o voto. Se, no afastamento de Dilma, os votos eram dedicados à família, aos filhos, à mãe e a Deus; na votação de ontem, a justificativa foi política. Muitos deputados votaram favoravelmente ao governo pelo desejo de impedir que o país fique cada vez mais em uma crise econômica.

Reprodução/Clarín

O  americano “The New York Times” trouxe o pronunciamento de Michel Temer após a vitória na conturbada sessão. Em sua fala, o presidente afirmou que continuará trabalhando para restaurar o crescimento econômico do país e que derrubará, junto aos brasileiros, “os muros que nos separam”.

Reprodução/The New York Times