X
    Categorias: Minas Gerais

Creche em Janaúba será reinaugurada com o nome da professora que salvou crianças

A professora Heley Abreu Batista, de 43 anos, vítima do ataque em uma creche de Janaúba, no Norte de Minas, será homenageada após perder a vida salvando crianças na instituição. O presidente Michel Temer (PMDB) concedeu a Ordem Nacional do Mérito devido ao ato de heroísmo da professora, que não sobreviveu às queimaduras e morreu.

A honraria é concedida a pessoas que deram exemplos de dedicação ao país. A nota diz que “Heley Batista sacrificou a própria vida em um gesto de coragem e de heroísmo que emocionou a todos”.

O nome de Heley ficará marcado para sempre na história da creche, não só pela atitude da educadora que teve mais de 90% do corpo queimado na tentativa de salvar as crianças. A creche que passará por reformas será reinaugurada daqui 80 dias com o nome da professora.

A reforma será realizada por um grupo de empresários de Janaúba e Montes Claros, de acordo com o prefeito Carlos Isaildon Mendes. Com isso, a reforma e nova mobília da instituição não impactará o orçamento público, visto que também haverá parceria com a Fundação Abrinq.

Segundo o prefeito de Janaúba, por causa do feriado de 12 de Outubro e do Dia do Professor, já estava previsto no calendário escolar que não haveria aula esta semana nas escolas do município. Na próxima semana, os alunos da creche Gente Inocente serão realocados em outras creches de Janaúba. “E toda a assistência psicológica será prestada às crianças e suas famílias”, acrescentou Isaildon.

Para quem quiser fazer doações, a prefeitura indica em seu site uma lista de materiais de que os hospitais e as famílias necessitam.

Na madrugada desta segunda-feira (9), mais uma criança vítima do ataque à creche Gente Inocente morreu em um hospital de Belo Horizonte – Mateus Felipe Rocha Santos, de 5 anos. Agora são 11 mortos – nove crianças, a professora e o autor do ataque.

Na última quinta-feira (5), um vigia que trabalhava na creche e que estava de licença médica entrou no local e ateou fogo em crianças, professoras e nele mesmo.

Da Agência Brasil