Inaugurado há pouco mais de um ano, o Kanpai chama a atenção de quem passa pelo bairro Cruzeiro. O amplo espaço projetado pelo arquiteto Cristiano Sá Motta transmite bem o que pode ser encontrado ali: um espaço descontraído que une o lúdico e o contemporâneo. Segundo o chef e gestor Adair José da Silva, o espaço recebe uma média de 200 pessoas, diariamente. “Os diferenciais do Kanpai são vários: a comida, o atendimento e o sistema inovador. Todo restaurante japonês você já sabe de longe o que é: a forma é sempre a mesma. Aqui buscamos ser diferenciado. Mais rústico, com o bar no centro”. O Kanpai venceu como Melhor Comida Japonesa de BH, no 2º Prêmio Melhores de BH.

Bhaz/Henrique Coelho

O bem-estar do cliente é o principal objetivo do Kanpai. E para isso, como explica o sócio Lucas Carvalho de Oliveira, a empresa desenvolveu um sistema para facilitar a forma pela qual os clientes realizam seus pedidos. “A gente começou a enumerar quais eram as dificuldades de um cliente de um restaurante japonês e uma coisa que é universal é o nome. Cada local tem um nome diferente pra cada peça da comida. Então, pensamos em um formato que mostrasse imagens do que é servido naquele prato para que ele pudesse visualizar”, conta.

Para isso, a casa investiu em tecnologia: em cada mesa há um tablet, onde está disponível todo o menu com imagens, nomes, valores e descrição do pratos. Ao chegar no restaurante, o cliente recebe um cartão de comanda individual, e quando escolhe o que quer consumir, personalizando seu prato ou sua bebida, basta escanear a comanda e o pedido vai direto para a cozinha. “Isso dá uma agilidade maior, e muito mais conforto ao cliente. Ele se sente mais autônomo. O sistema é super intuitivo” finaliza Lucas.

Bhaz/Henrique Coelho

Drinks

A carta de drinks, feita pela antiga e atual equipe do Kanpai, é um atrativo à parte. Seguindo a proposta da casa, o menu de bebidas apresenta opções criativas com uso de ingredientes naturais. Atualmente, são 17 drinks oferecidos,  e o cliente ainda pode solicitar outras criações, como explica o chef de bar, Bruno Luiz.

“Buscamos sempre trabalhar com produtos orgânicas, então a gente planta a nossa acerola, o nosso limão siciliano, hortelã, manjericão, alecrim, tomilho. Buscamos usar o máximo da nossa horta. O Kanpai tem também uma pegada  bem sustentável, como o canudo de vidro. Oferecemos bebidas que combinam com a proposta oriental, com o sabor da comida japonesa. Por isso, temos planos futuros de chegar com a coquetelaria molecular, fazer ovas, etc. Coisas que lembram a comida oriental, mas que surpreendem a pessoa”, explica.

Bhaz/Henrique Coelho

 

2º Prêmio Melhores de BH

Promovido pelo Bhaz, o 2º Prêmio Melhores de BH elegeu os melhores estabelecimentos em 16 categorias. No início, 24 personalidades de Belo Horizonte fizeram indicações de estabelecimentos e lugares que consideravam os melhores na capital. Logo depois, os cinco mais indicados de cada categoria foram para voto do público. Durante dois meses, o público votou e, na categoria Melhor Comida Japonesa, o Kanpai foi o vencedor.

Bhaz/Henrique Coelho

Eliza Dinah

Jornalista e redatora do portal Bhaz

Comentários