Home Notícias Política Saiba quem são os candidatos ao Governo em Minas até o momento; nove nomes estão no páreo

Saiba quem são os candidatos ao Governo em Minas até o momento; nove nomes estão no páreo

Com o término do prazo para realização das convenções partidárias, no último domingo (6), e registro das atas nessa segunda (7), os nomes dos candidatos que devem disputar o Governo de Minas, nas eleições de outubro, começaram a ser definidos aos poucos.

Em Minas, algumas siglas já definiram candidatos da chapa majoritária, formada por governador, vice e dois senadores. Com as alianças ainda em discussão, os partidos têm até o próximo dia 15 para registrar, definitivamente, os candidatos na Justiça Eleitoral. Ou seja, até a data, tudo pode mudar.

Contudo, até o momento, Minas tem as seguintes chapas concorrendo ao Governo:

PSDB

  • Governador: Antonio Anastasia (PSDB)
  • Vice: Marcos Montes (PSD)
  • Senador: Dinis Pinheiro (SD)
  • Senador: Rodrigo Pacheco (DEM)

Rodrigo Pacheco (DEM), segundo nome ao Senado, até nessa segunda-feira (6) era candidato ao governo de Minas, mas desistiu da candidatura para concorrer na chapa do PSDB, após se reunir com Anastasia, o presidente do DEM nacional Rodrigo Maia e o candidato à presidência tucano, Geraldo Alckmin, em BH.

PT

  • Governador: Fernando Pimentel (PT)
  • Vice: Jô Moraes (PCdoB)
  • Senador: Dilma Rousseff (PT)
  • Senador: Cida de Jesus (PT).

O Partido dos Trabalhadores (PT) terá como candidato ao governo o atual governador Fernado Pimentel, buscando a reeleição e tendo como vice a deputada federal Jô Moraes (PCdoB). Para o Senado, a sigla tem a ex-presidente Dilma Rouseff e Cida de Jesus, presidente do PT em Minas.

Entretanto, ainda há indefinições quanto à segunda vaga ao Senado, já que o PSB poderá indicar um nome ao cargo na chapa petista caso a aliança entre os partidos seja oficializada.

PSB

  • Governador: Marcio Lacerda (PSB)
  • Vice: Adalclever Lopes (MDB)
  • Senador: Jaime Martins (Pros).
  • Senador: Chapa deve ter nome único ao Senado.

Mesmo com a aliança nacional de seu partido com o PT, Marcio Lacerda travou uma disputa com o PSB para manter sua candidatura em Minas. Ele nega a possibilidade de sair ao Senado na chapa petista.

Lacerda, caso consiga registrar sua candidatura, terá como vice Adalclever Lopes (MDB). Para o Senado, o partido terá candidatura única, com a indicação do deputado Jaime Martins (PROS).

Novo

  • Governador: Romeu Zema (Novo)
  • Vice: Paulo Brant (Novo)
  • Senador: Rodrigo de Paiva (Novo)
  • Senador: Sem nome confirmado.

Psol

  • Governador: Dirlene Marques (PSol)
  • Vice: Sara Azevedo (PSol)
  • Senador: Duda Salabert (PSol)
  • Senador: Sem nome confirmado.

Rede

  • Governador: João Mares Guia (Rede)
  • Vice: Abraão Gracco (Rede)
  • Senador: Kaka Menezes (Rede)
  • Senador: Sem nome confirmado.

Avante

  • Governador: Claudiney Alves (Avante)
  • Vice: Leandro Gusmão (Avante)
  • Senador: Edson André dos Reis (Avante)
  • Senador: Sem nome confirmado.

PSTU

  • Governador: Jordano Metalúrgico (PSTU)
  • Vice: Victória de Mello (PSTU)
  • Senador: Vanessa Portugal (PSTU)
  • Senador: Sem nome confirmado.

PCO

  • Governador: Alexandre Flach Domingues (PCO)
  • Vice: Sebastião de Oliveira Pessoa (PCO)
  • Senador: Ana Paula Alves Saliba (PCO)
  • Senador: Sem nome confirmado.

Calendário

15 de agosto – A partir do dia 15 de agosto, os nomes deverão ser confirmados, não podendo haver mudança nas chapas, alianças etc. Só será permito que o candidato renuncie. Neste caso, o partido deve indicar um novo nome, dentro da chapa, para substituí-lo. Assim também será em caso de morte.

16 de agosto – Depois de registrado na Justiça Eleitoral, o candidato já pode começar a pedir voto por meio de comícios, carreatas, distribuição de material gráfico e propaganda na Internet (desde que não paga), entre outras formas.

31 de agosto – Começam as campanhas eleitorais na rádio e redes de televisão. O período de propagandas foi reduzido de 45 para 35 dias e deve acontecer até o dia 4 de outubro.

7 de outubro – Primeiro turno das eleições gerais para presidente, dois senadores, governador, deputado federal e deputado estadual.

28 de outubro – Segundo turno para eleição de presidente e governador, nos pleitos não decididos em primeiro turno.

Comentários