Home Notícias Minas Gerais Experiência com álcool na escola: adolescente tem 75% do corpo queimado

Experiência com álcool na escola: adolescente tem 75% do corpo queimado

O Corpo de Bombeiros de Minas atendeu, na manhã desta sexta (10), na cidade de Ipanema, no Vale do Rio Doce, um jovem de 16 anos que teve 75% do corpo queimado ao realizar uma experiência escolar usando álcool.

O adolescente foi atendido pela unidade de saúde do município e, posteriormente, transportado pelo helicóptero Arcanjo do Corpo de Bombeiros para o Hospital de Pronto Socorro João XXIII, em Belo Horizonte. O hospital é referência em atendimento a grandes queimaduras no estado.

A ocorrência demonstra, segundo os bombeiros, a importância de cuidados para evitar queimaduras em diversas situações, especialmente as que envolvem produtos inflamáveis.

Dicas do Corpo de Bombeiros de Minas para evitar queimaduras:

A queimadura está entre os acidentes domésticos mais comuns e caracteriza-se por lesões nos tecidos que envolvem diversas camadas do corpo como a pele e suas camadas, cabelos, pelos, músculos e olhos entre outros.

Elas são causadas pelo contato direto com brasa, fogo, vapores quentes, sólidos superaquecidos ou incandescentes, mas podem ser causadas também por substâncias biológicas (caravelas e águas-vivas); químicas  (ácidos, soda cáustica e outros); emanações radioativas(raios infravermelhos e ultravioletas) ou pela eletricidade.

Portanto, as queimaduras podem ter origem térmica, química, radioativa ou elétrica. Saber diferenciar os tipos de queimadura é muito importante para que os primeiros socorros sejam realizados corretamente.

Tipos de queimaduras:
As queimaduras podem ser classificadas de acordo com o tipo de lesão causada.

Queimadura de Primeiro Grau: A lesão atinge apenas a camada mais superficial da pele (epiderme), apresentando vermelhidão local, ardência, inchaço, calor local e dor. Pode ocorrer em pessoas que se expõem ao sol por tempo prolongado e sem proteção. Quando atinge grande parte do corpo é considerada grave.

Queimadura de Segundo Grau: A lesão atinge as camadas mais profundas da pele (derme). Há presença de bolhas, inchaço e a dor é intensa. Como ocorre perda da camada superficial da pele, que protege contra a perda excessiva de água, pode ocorrer também, perda de água e de sais minerais e provocar um quadro de desidratação grave. Esse tipo de queimadura pode ser causada pela exposição a vapores, líquidos e sólidos escaldantes.

Queimaduras de Terceiro Grau: Nesse tipo de queimadura, ocorre lesão de toda a pele, atingindo os tecidos mais profundos, como os músculos. Curiosamente, esse tipo pode não ser doloroso, já que as terminações nervosas que geram a dor são destruídas junto com a pele. A cicatrização geralmente é desorganizada. Normalmente requer a realização de cirurgias, com enxerto de pele retirada de outras regiões do corpo.

Procedimentos em casos de queimadura:

Se a queimadura for causada por líquido superaquecido (água quente, alimentos quentes):

  • Esfrie imediatamente a área queimada com água gelada (de preferência) ou água corrente com a finalidade de neutralizar a ação do calor*
  • Isole ou proteja a área queimada com um pano limpo
  • Não alimente a vítima
  • Encaminhe imediatamente a vítima para o hospital

Se a queimadura for causada por substância inflamável (álcool, gasolina, thinner):

    • Apague a chama com um pano limpo úmido (de preferência)
    • Esfrie a lesão com água gelada ou corrente
    • Proteja a área queimada com um pano limpo
    • Não alimente a vítima

O que NÃO fazer em caso de queimadura:

  • Nunca aplique produto caseiro como sal, açúcar, pó de café, pasta de dente, pomadas, ovo, manteiga, óleo de cozinha ou qualquer outro, pois eles podem complicar a queimadura e dificultar um diagnóstico mais preciso.
  • As soluções caseiras para diminuir a dor e a ardência das queimaduras podem piorar e até causar infecção no local atingido
  • Não tente tratar a vítima sem ter o conhecimento médico-científico necessário para a cura da lesão
  • Não aplique gelo diretamente sobre o local, pois isso pode piorar a queimadura
  • Se houver roupa grudada na região da queimadura, não remova. Apenas corte a mesma ao redor da lesão
  • Nunca fure as bolhas
  • Não demore em pedir auxílio especializado, em caso de dúvida, sempre procure o hospital. Quando mais tardio for o início do tratamento, pior. Queimaduras na face, genitália, mãos e pés são sempre consideradas graves, devendo ser procurado atendimento hospitalar imediatamente
  • Evite também pomadas ou remédios naturais, assim como qualquer medicação que não for prescrita por médicos
  • Em caso de ingestão de produtos cáusticos ou queimaduras em boca e olhos, lavar o local com bastante água corrente e procurar atendimento médico imediato
  • Não toque a área afetada
  • Não respirar a fumaça em caso de incêndios. Lembre-se que a inalação de fumaça pode causar queimaduras nos pulmões e brônquios, mesmo que não haja queimadura externa visível. Caso o ambiente esteja com muita fumaça, pode-se diminuir a inalação com um pano molhado próximo do nariz e boca e se locomovendo de agachado, com o nariz bem próximo ao chão, onde a concentração de fumaça é menor
  • Não tente retirar pedaços de roupa grudados na pele. Se necessário, recorte em volta da roupa que está aderida à pele queimada
  • Não coloque algodão sobre a ferida

    Com informações do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais

Comentários