Home Veículos Acelera aí [Acelera Aí] Com motor de 800cv e aerodinâmica apurada, McLaren Senna é uma das estrelas do Salão de Sampa

[Acelera Aí] Com motor de 800cv e aerodinâmica apurada, McLaren Senna é uma das estrelas do Salão de Sampa

O superesportivo, que tem motor de 800cv de potência e aerodinâmica de carro de corrida, será uma das estrelas do Salão Internacional do Automóvel de São Paulo, que abre as portas para o público no próximo dia 8 de novembro. A produção do McLaren Senna está limitada a 500 unidades, sendo que três delas devem chegar ao Brasil até o final do primeiro semestre de 2019, ao preço de R$ 8 milhões cada uma.

McLaren Senna cor Delta Red de frente em movimento1

Os fãs de Ayrton Senna que visitarem o Salão de São Paulo poderá ver de perto um dos modelos de rua mais potente, rápido e com melhor aerodinâmica já produzido até hoje pela fábrica inglesa. O superesportivo, que leva o nome do piloto brasileiro, ficará exposto no estande da marca Senna, montado na área Vip Dream Lounge do evento.

Somente 500

As 500 unidades que estão sendo produzidas na McLaren Automotive, em Woking, na Inglaterra, foram imediatamente comercializadas. Três delas para o mercado brasileiro e por aproximadamente R$ 8 milhões cada uma.

Criado para definir um novo padrão entre os esportivos que nascem das pistas, com inspiração no jeito diferenciado e competitivo de Ayrton Senna, o novo McLaren Senna é o carro de estrada mais rápido de toda a história da McLaren: chega aos 340km/h de velocidade máxima e faz de 0 a 100km/h em apenas 2,8 segundos.

Mclaren Senna cor Delta Red de traseira no Autódromo de Estoril

A alucinante performance é proporcionada pelo motor V8 4.0 bi-turbo, que gera 800cv de potência e 81,6kgfm de torque (sendo que 71,4kgfm já estão disponíveis a partir de 3.000rpm); e pela avançada aerodinâmica de chassi, gerada pela combinação revolucionária da suspensão desenvolvida para o McLaren P1 ™ com a mais recente criação de controle denominada RaceActive Chassis Control II (RCC II).

Carga aerodinâmica

Essa suspensão inovadora foi projetada para gerar e gerenciar incrível carga aerodinâmica e criar um desempenho de pista sem concessões. O RCC II permite que o McLaren Senna seja conduzido na estrada com relativo conforto e que vire o bicho nas pista quando o piloto seleciona o modo Race, com altos níveis de downforce e rigidez de rolamento comparável a um carro de corrida com especificação GT3.

McLaren Senna Interior 3

O McLaren Senna também conta com outros elementos aerodinâmicos ativos, incluindo a gigantesco aerofólio traseiro duplo, controlado por um sistema hidráulico para aumentar o nível de pressão aerodinâmica, além de atuar como freio aerodinâmico em velocidades altas. Todas as tomadas de ar são funcionais, inclusive aquelas presentes abaixo dos faróis e das lanternas.

800 quilos de downforce

O superesportivo produz até 800 quilos de downforce – 200 quilos a mais que o McLaren P1 ™ – e os flaps dianteiros e a asa traseira ativos são fundamentais para desbloquear esse desempenho aerodinâmico. O aerofólio ativo aproveita o fluxo de ar, otimiza o equilíbrio do carro e mantém a janela aerodinâmica o mais ampla possível.

McLaren Senna de frente estática no autódromo

Para parar o “foguete terrestre“, há um sistema de freio que usa tecnologia de corrida, com discos de cerâmica de carbono de última geração e pinças dianteiras inspiradas na Fórmula 1™, com seis pistões ventilados para reduzir as temperaturas. Resultado: apenas 100 metros para parar o carro à velocidade de 240km/h.

Colaboram também para toda essa excepcional performance, os pneus especiais Pirelli P Zero Trofeo R 245/35 ZR 19 na frente e 315/30 ZR 20 na traseira, que envolvem as rodas de alumínio ultraleves com uma porca central – como em um carro de competição.

9063-mclaren

 

Acelera Ai

Acelera Ai

Jornalistas Eduardo Aquino e Luís Otávio Pires são os editores do site Acelera Aí e da seção veículos do portal Bhaz

Comentários