Home Notícias Minas Gerais Defesa Civil confirma movimentação de estrutura de barragem em Barão de Cocais

Defesa Civil confirma movimentação de estrutura de barragem em Barão de Cocais

Uma estrutura da Mina Gongo Soco, em Barão de Cocais, na região Central de Minas, teve movimento registrado nessa terça-feira (14). De acordo com a Defesa Civil, a talude Norte está se movimentando, mas ainda não é possível precisar a distância do deslocamento.

“Houve uma movimentação no talude, mas não conseguimos falar o tanto. O que podemos afirmar é que está sendo monitorado pela Defesa Civil, nossas atenções estão totalmente voltadas para isso”, explica o porta-voz da Defesa Civil de Minas Gerais tenente coronel Flávio Godinho.

O talude (parede) da cava, que encontra-se atrás da barragem, demonstrou uma movimentação, o que indica uma possível queda de uma rocha no interior da cava. Segundo os técnicos, não se pode precisar o tamanho exato da rocha, tão pouco quando pode acontecer.

Segundo a Vale, a empresa “está avaliando as possibilidades de eventuais impactos sobre a barragem Sul Superior, distante aproximadamente 1,5km da área do talude. As autoridades competentes foram envolvidas para também avaliarem a situação e, em caso de necessidade, definirem as medidas preventivas a serem tomadas. A cava e a barragem são monitoradas 24h”. 

A barragem Sul Superior está em nível 3 desde o dia 22 de março e a Zona de Autossalvamento (ZAS) já havia sido evacuada preventivamente em 8 de fevereiro. Foram retiradas 443 pessoas nas comunidades de Socorro, Tabuleiro e Piteiras, todas situadas em Barão de Cocais. Atualmente, estão em hotéis, casas de parentes ou locais alugados pela Vale.

Ainda de acordo com a empresa, todas as medidas preventivas “para este cenário já foram tomadas, incluindo a realização de simulados de emergência com moradores da Zona de Segurança Secundária (ZSS).  Também em março, a Defesa Civil e a Vale equiparam a ZSS com sinalização das rotas de fuga. Foram implantados pontos de encontro que funcionam 24h com equipes preparadas para o pronto atendimento à população”.


Comentários