Home Notícias Brasil ‘Não pode ser um sacrifício’, diz relator da Previdência sobre trabalhar até os 65 anos

‘Não pode ser um sacrifício’, diz relator da Previdência sobre trabalhar até os 65 anos

O deputado relator da Previdência na comissão especial da Câmara, Samuel Moreira (PSBD-SP) disse nesta segunda-feira (27), durante reunião com empresários na capital paulista, que não vê sacrifício para que contribuintes da Previdência trabalhem até os 65 anos de idade.

“Eu não acho que seja sacrifício trabalhar até os 62 anos, trabalhar até os 65 anos. Não pode ser um sacrifício. O que não pode é querer aposentadorias para virar complementação do salário”, disse o parlamentar.

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) apresentada pelo governo determina que homens trabalhem até os 65 anos e mulheres até os 62.

Moreira diz que, atualmente, a média de idade de quem se aposenta por tempo de contribuição pelo regime geral é de 54 anos, o que, segundo ele, descaracteriza a Previdência Social. “Ninguém para aos 55 anos, então desvirtua um processo fundamental que é o sistema de Previdência para nós, para os idosos e jovens, que vão virar idosos”, disse.

O parlamentar ainda disse ser favorável à retirada da idade mínima da Constituição e que a definição deve ser feita por meio de estatísticas de órgãos como o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O relatório da Reforma da Previdência deve ser apresentado até 15 de junho. Até o momento, o texto já conta com 42 emendas apresentadas pelos congressistas. Para Moreira, no entanto, a idade mínima e a meta de economia de R$ 1,2 trilhão em dez anos são os principais pontos da proposta.

Comentários