Home Notícias Brasil Livro sobre Bolsonaro com mais de 180 páginas em branco viraliza

Livro sobre Bolsonaro com mais de 180 páginas em branco viraliza

Um livro lançado em março deste ano ganhou repercussão nas redes sociais durante esta quarta-feira (14), após uma publicação feita no Facebook contando sobre uma “pegadinha” existente na obra que fala sobre motivos para se confiar no presidente Jair Bolsonaro (PSL).

O livro “Por que Bolsonaro merece respeito, confiança e dignidade?” era disponibilizado no site da Amazon por R$ 39,64. Em menos de duas horas, as seis avaliações na plataforma se multiplicaram e comentários a respeito dele se espalharam pela internet. Ficou curioso? Vem entender!

Toda a questão gira em torno do número de páginas escritas no exemplar.
Assim que compraram o produto, clientes relataram ter encontrado apenas duas páginas escritas e o restante, 188 ao todo, em branco.

Após uma série de críticas negativas, o livro foi retirado do site. Contudo, em entrevista ao BHAZ, o autor dele, o gaúcho Willyam Thums diz ter levado um susto ao ver a repercussão a respeito da obra. Ele garante que o livro não estava disponível para a venda desde março.

“Pra mim foi muito interessante, porque realmente esse livro ta indisponível há muito tempo e só agora eu estou recebendo comentários de revisão na Amazon, o que indica que não foram leitores que leram esse livro já que eu não tenho informação de que alguém tenha comprado esse livro”, contou.

A descrição que segue o livro na plataforma diz que a obra responde à pergunta que não quer calar no Brasil. “Em meio ao turbulento momento em que vive nosso país, somente este livro pode te dar a resposta mais sincera sobre o Presidente Jair Bolsonaro. ATENÇÃO: [Livro Sátira] Este livro possui apenas 2 páginas escritas e 188 páginas em branco”.

Willyam ainda afirma que foi o livro tinha como objetivo ser uma sátira, um material que permitisse que as próprias pessoas criassem respostas sobre a pergunta, já que as páginas viriam em branco.

Procurada, a Amazon respondeu que não vai comentar o caso, mas ressaltou que a política do site permite ao usuário devolver o produto e solicitar o reembolso em até 30 dias após a compra, desde que este não tenha sido danificado.

Comentários