Home Notícias Internacional Mulher pede divórcio de marido que dá presentes, limpa a casa e não questiona nada

Mulher pede divórcio de marido que dá presentes, limpa a casa e não questiona nada

Parte da imprensa internacional repercute, ao longo dos últimos dias, um caso que mais parece ter saído das telas de TV, ou do cinema: uma mulher acionou a Justiça para tentar se divorciar do marido, sob o argumento de que ele a ama exageradamente. Isso mesmo. A requerente diz não aguentar mais a forma como é tratada pelo homem, que a presenteia costumeiramente, limpa a casa sem que ela peça e ainda não a questiona sobre nada.

De acordo com o The Sun, o caso ocorreu nos Emirados Árabes e a mulher relatou a vontade de separar-se do marido a uma corte de Fujairah. Ela contou que o “amor extremo” do homem a levou a pedir o divórcio por ter vivido o que considera um “inferno”. “Estou sufocada pelo seu extremo amor e carinho. Ele até me ajudou a limpar a casa sem que eu lhe perguntasse”, disse em um momento.

A mulher também relatou que os dois nunca tiveram uma discussão e que o marido sequer chegou a alterar o tom de voz para falar com ela ao longo de um ano de casamento. Em outra situação, a esposa reclamou do peso do homem e ele prontamente começou a fazer dietas e exercícios, chegando a quebrar uma das pernas durante uma atividade física.

Ainda segundo a imprensa local, as queixas da mulher em relação ao comportamento do marido não pararam por aí. Ela ainda acha ruim o fato de ele fazer elogios frequentes e também por comprar muitos presentes.

“Estou ansiosa por um único dia de disputa, mas isso parece impossível com meu marido romântico que sempre me perdoou e me presenteou com presentes diários. Eu preciso de uma discussão real, até mesmo um argumento, não essa vida livre de problemas e cheia de obediência”, acrescentou.

O marido, por sua vez, pediu que o tribunal negasse o pedido de divórcio. “Não é justo julgar um casamento desde o primeiro ano, e todos aprendem com seus erros. Eu sou e sempre desejo ser um marido perfeito e gentil”, argumentou o homem. Já o tribunal adiou o caso para dar ao casal a chance de resolver a disputa.

Comentários