Home Notícias BH Após morte em queda, Yellow e BHTrans devem reduzir velocidade de patinetes

Após morte em queda, Yellow e BHTrans devem reduzir velocidade de patinetes

Como resposta à primeira morte causada por um acidente envolvendo patinetes elétricos, registrada em Belo Horizonte no último fim de semana, a BHTrans propôs, às empresas responsáveis pelos aluguéis de transportes alternativos, algumas medidas que visam o aumento da segurança dos usuários. Dentre elas, a redução da velocidade do equipamento para viagens de usuários novatos, e a contratação de um seguro de responsabilidade civil. Relembre o caso aqui.

Conforme nota divulgada nessa segunda-feira (9) o presidente da BHTrans, Celio Bouzada, se reuniu com diretores e o presidente da Grow – empresa responsável pela operação dos patinetes elétricos da Grin e da Yellow em Belo Horizonte – “para exigir um comprometimento da empresa com a cidade em três pontos principais: Informação, treinamento e segurança.”

Segundo a BHTrans, a Grow concordou em realizar uma avaliação técnica e desenvolver um extenso programa de treinamento para os usuários de patinetes na capital, combinado com uma campanha de divulgação de informação.

Falta de regulamentação

Ainda de acordo com a BHTrans , o uso dos patinetes é atualmente regulamentado pela resolução do CONTRAN, 465/2013. A empresa informa que um grupo de trabalho foi criado para elaborar uma regulamentação complementar que dispõe, principalmente, sobre as regras de circulação.

Recentemente, o prefeito Alexandre Kalil (PSD) vetou o PL (Projeto de Lei) que regulamentava o uso de serviços de compartilhamento de bicicletas, patins, patinetes e skates na capital mineira. Segundo o chefe do Executivo municipal, a regulamentação “compete aos órgãos e entidades executivos de trânsito dos Municípios”, no caso, a BHTrans.

Na semana passada, os vereadores mantiveram o veto do prefeito durante reunião Plenária.

Confira a nota da BHTrans na íntegra:

“Em reunião nessa tarde com diretores e o presidente da Grow, empresa responsável pela operação dos patinetes elétricos da Grin e da Yellow em Belo Horizonte, o presidente da BHTrans, Celio Bouzada, exigiu um comprometimento da empresa com a cidade em três pontos principais: Informação, treinamento e segurança. A BHTrans solicitou uma redução da velocidade do equipamento para as primeiras viagens de usuários novatos. A Grow concordou e vai fazer uma avaliação técnica dessa solicitação e também irá desenvolver um extenso programa de treinamento para os usuários de patinetes na capital, combinado com uma campanha de divulgação de informação. A Grow ainda se comprometeu a contratar um seguro de responsabilidade Civil em favor dos usuários. A BHTrans esclarece que o uso dos patinetes é regulamentado pela resolução do CONTRAN, 465/2013. A Empresa criou um grupo de trabalho que está elaborando uma regulamentação complementar que dispõe, principalmente, sobre as regras de circulação.”

Comentários