Home Notícias Política Câmara de BH rejeita pedido de cassação contra Flávio dos Santos

Câmara de BH rejeita pedido de cassação contra Flávio dos Santos

Os vereadores de Belo Horizonte rejeitaram na tarde desta sexta-feira (13) o pedido de cassação conta o vereador Flávio dos Santos (Podemos). Esta é a segunda vez que o parlamentar escapa de um pedido de perda de mandato.

Desta vez, o pedido alegava que Flávio teria praticado o crime de “rachadinha” – quando funcionários de gabinete devolvem parte do salário para o político. Além disso, a acusação também apontava indícios de corrupção do parlamentar, quebra de decoro e até furto de água e luz – os chamados “gatos”.

Para abertura do processo seria necessário o voto favorável de 21 vereadores, no entendo apenas 20 disseram sim ao pedido. Outros quatro parlamentares votaram contra, três se abstiveram e oito não votaram. Além disso, seis vereadores não compareceram à sessão. Veja como votou cada vereador:

80ª Reunião Ordinária – Plenário (Karoline Barreto/CMBH)

Votaram sim:

  • Arnaldo Godoy (PT)
  • Bella Gonçalves (PSOL)
  • Carlos Henrique (PMN)
  • Catatau (PHS)
  • Cida Falabella (PSOL)
  • Dr. Nilton (PROS)
  • Edmar Branco (Avante)
  • Fernando Borja (Avante)
  • Gabriel (PHS)
  • Gilson Reis (PCdoB)
  • Hélio da Farmácia (PHS)
  • Irlan Melo (PL)
  • Juninho Los Hermanos (Avante)
  • Maninho Félix (PSD)
  • Marilda Portela (PRB)
  • Mateus Simões (Novo)
  • Orlei (Avante)
  • Pedro Patrus (PT)
  • Professor Juliano Lopes (PTC)

Votaram não

  • Coronel Piccinini (PSB)
  • Fernando Luiz (PSB)
  • Jair Di Gregório (PP)
  • Wesley Autoescola (PR)

Se abstiveram

  • Preto (DEM)
  • Álvaro do Damião (DEM)
  • Jorge Santos (PRB)

Não votaram

  • Bim da Ambulância (PSDB)
  • César Gordin (PHS)
  • Elvis Cortês (PHS)
  • Henrique Braga (PSDB)
  • Nely Aquino (PRTB)
  • Pedro Bueno (Podemos)
  • Wellington Magalhães (DC)

Faltaram à sessão

  • Autair Gomes (PSC)
  • Eduardo da Ambulância (Pode)
  • Léo Burguês (PSL)
  • Ramon Bibiano(MDB)
  • Reinaldo Gomes (MDB)
  • Ronaldo Batista (PMN)

O vereador Gabriel Azevedo (sem partido) votou favorável a abertura do processo e lamentou a recusa da Casa. “Eu não tenho nada contra a pessoa de Flávio dos Santos, todavia as evidências contra ele pesam mais do que fatos que ocasionaram a cassação de Cláudio Duarte. Não podem existir dois pesos e duas medidas. Tampouco dois vereadores e dos tratamentos. Hoje, Belo Horizonte assistiu seu Poder Legislativo errar. E por apenas um voto”, disse.

Quem também se mostrou revoltado com a recusa do processo foi o estudante de direito da PUC-MG, Eduardo Otoni, o responsável por protocolar o pedido contra Flávio. “Fiquei triste e com vergonha por ter tais vereadores nos representando. Quem não deve não teme, se estão com medo, é porque devem. Se não querem avaliar condutas indevidas acontecendo na casa, é porque há algo por trás disso. Esta Câmara não me representa”, afirmou o estudante.  

Em julho, a Câmara Municipal arquivou o primeiro pedido de cassação contra o vereador do Podemos. Na ocasião, 15 vereadores votaram pela abertura do processo, mas eram necessários 21 votos. Além disso, 14 votaram contra e três se abstiveram da votação.

Wellington Magalhães

A Câmara de BH decidiu, também nesta sexta (13), pela continuidade do processo de cassação do vereador Wellington Magalhães (DC) por quebra de decoro.

O parlamentar é investigado pela prática de atos de improbidade administrativa e crimes diversos pelo Ministério Público de Minas Gerais e, também, por infrações político-administrativas no âmbito da Câmara Municipal de Belo Horizonte

O relator da Comissão Processante, Elvis Côrtes (PHS), deu parecer favorável ao prosseguimento do processo, aceito pela Casa.

Rafael D'Oliveira

Rafael.doliveira@bhaz.com.br

Comentários