Home Notícias Política Presidente da Funarte ataca Fernanda Montenegro nas redes sociais e é criticado

Presidente da Funarte ataca Fernanda Montenegro nas redes sociais e é criticado

A atriz Fernanda Montenegro, de 89 anos, foi atacada nas redes sociais pelo dramaturgo e diretor do Centro de Artes Cênicas da Funarte, Roberto Alvim. As críticas, por parte do apoiador do presidente Jair Bolsonaro, começaram após Fernanda ser capa da revista literária Quatro cinco um, do mês de outubro.

Na fotografia, a atriz é retratada como uma bruxa queimada numa fogueira de livros. Alvim não agradou do fato e chamou Fernanda Montenegro de “sórdida”, em seu perfil no Facebook. Para o diretor, ao aceitar ser capa de uma revista “esquerdista” a atriz está contra o povo brasileiro.

“A foto da sórdida Fernanda Montenegro como bruxa sendo queimada em fogueira de livros, publicada hoje na capa de uma revista esquerdista, mostra muito bem a canalhice abissal destas pessoas, assim como demonstra a separação entre eles e o povo brasileiro”, disse em um dos trechos.

O dramaturgo ainda destacou a necessidade de “promover uma renovação completa da classe teatral brasileira”. “A classe teatral que aí está é radicalmente podre e com gente hipócrita e canalha como eles, que mentem diariamente, deturpando os valores mais nobres de nossa civilização”.

Ataque repercute

O ataque contra a renomada atriz repercutiu no meio artístico e gerou até mesmo mobilização nas redes sociais. A hashtag “Somos todos Fernanda” foi utilizada por aqueles que apoiam Montenegro.

“Xingar Fernanda Montenegro é como xingar a mãe. Mãe do Brasil, mãe da nossa arte, da nossa cultura. Fernanda Montenegro é patrimônio nosso! Respeito!”, “É inaceitável ver ataques covardes à honra das pessoas, sejam de direita ou de esquerda. #somostodosfernanda”, disseram alguns.

Comentários