Home Notícias Minas Gerais Mãe é esfaqueada ao impedir que filha fosse atacada por genro; suspeito tentou atropelar policiais na fuga

Mãe é esfaqueada ao impedir que filha fosse atacada por genro; suspeito tentou atropelar policiais na fuga

Uma mulher, de 41 anos, foi esfaqueada pelo genro, de 23, ao defender a filha, de 26, durante uma briga em Santos Dumont, na Zona da Mata, nessa quinta-feira (7). O homem tentou matar a esposa enforcada e com uma faca, após um churrasco. Na fuga, ele ainda tentou atropelar os policiais.

A mãe contou aos militares que o genro estava na casa do vizinho participando de um churrasco e que, ainda na festa, começou a discutir com a esposa. A jovem saiu do local e foi para a casa da família.

Enquanto estava na sala, a jovem foi surpreendida pelo marido, que começou a enforcá-la. A mãe dela tentou segurá-lo e acabou sendo empurrada, conforme registro da PM (Polícia Militar). Ela foi atingida com um golpe de faca no peito e outro no pulso.

O autor saiu da casa e, passado um tempo voltou com a faca e mais um machado. Novamente, tentou atingir a esposa, mas a sogra defendeu a filha e foi esfaqueada, desta vez, no joelho.

O homem fugiu de carro pela BR-040, no sentido Juiz de Fora.

Fuga da PM e acidente

Durante rastreamento, os militares encontraram o suspeito parado em uma via que dá acesso a um bairro da cidade. Mesmo sendo abordado, ele não desceu do carro e tentou atropelar um sargento.

O autor voltou a fugir pela BR-040, desta vez no sentido Santos Dumont, e acabou batendo o carro próximo a um vilarejo.

Segundo o registro do B.O. (Boletim de Ocorrências), o suspeito fingiu que desceria do veículo ao ser abordado pelos PMs, e, em marcha ré, tentou atropelar outro militar. Os PMs deram três disparos em direção ao veículo.

Ele seguiu em fuga, mas bateu o veículo, de novo, e saiu à pé para os fundos de uma casa. Os militares encontraram o fugitivo caído e com ferimentos nas pernas, pois foi atingido por um dos tiros.

As vítimas foram levadas para o Hospital de Santos Dumont. O autor não pôde ser preso, pois precisou ficar internado.

Vitor Fórneas

Vitor Fórneas

Jornalista no Portal Bhaz

Comentários