Home Notícias BH Chuva forte inunda vias, arrasta carros e derruba energia elétrica em BH

Chuva forte inunda vias, arrasta carros e derruba energia elétrica em BH

O forte temporal da noite desse domingo (1) assustou os belo-horizontinos e moradores da região metropolitana, além de causar estragos por onde passou. Bairros continuam sem energia elétrica e carros foram arrastados. Os ventos ultrapassaram os 70km/h. As avenidas Vilarinho, na região de Venda Nova, e Tereza Cristina, na região Oeste da capital, foram fechadas.

A Tereza Cristina, na altura do bairro Betânia, foi uma das regiões mais atingidas. Mais uma vez, o Córrego Ferrugem transbordou, deixando ruas e casas alagadas na avenida. A força das águas arrastou um Monza que só foi parar quando bateu em um poste.

@estevamgabriel8/Twitter

Além de danos em veículos e residências, vários pontos da cidade ficaram sem energia elétrica. A Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais) informou que as regiões Noroeste e Barreiro foram os locais mais afetados.

Na região metropolitana, os municípios de Contagem, Santa Luzia e Jaboticatubas também estão sem luz. A previsão é que o restabelecimento aconteça na parte da tarde. Um transformador da sub-estação da Cemig estourou durante a chuva em Santa Luzia.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, quatro ocorrências foram registradas na avenida Tereza Cristina. Em uma delas, uma vítima foi levada pela enxurrada após o veículo cair dentro do rio Arrudas. A Guarda Municipal fez o resgate e a levou para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Oeste.

Globo Minas/Reprodução

Uma outra pessoa se jogou na correnteza após ficar presa dentro de um veículo. Ela se agarrou a um poste na rua Eliseu Brito com Tereza Cristina e foi socorrida sem ferimentos.

Outros dois chamados foram feitos, mas as vítimas dispensaram atendimento dos bombeiros.

Previsão

A forte chuva durou aproximadamente 3 horas e, além do grande volume de água, o que impressionou foi a intensidade dos ventos.

O meteorologista Ruibran dos Reis disse, ao BHAZ, que rajadas alcançaram os 72km/h na região da Pampulha. “É uma velocidade muito forte e com potencial de causar muitos estragos, como a derrubada de árvores”.

A atuação de uma frente fria tem trazido chuvas para todo o Estado, principalmente, em BH e região metropolitana. A previsão é de que as chuvas continuem nesta primeira quinzena de dezembro.

“O calor associado com a disponibilidade de umidade proporcionou a formação de nuvens causadoras das chuvas. Na Pampulha, choveu cerca de 46 mm (milímetros) e no Barreiro e Contagem 50 mm. A tendência é que o mês de dezembro seja com volume de água acima da média. Muita água está por vir e, nesta segunda-feira (2), chove praticamente em toda Minas Gerais”, disse Ruibran.

Vitor Fórneas

Vitor Fórneas

Jornalista no Portal Bhaz

Comentários