Guardas municipais de BH paralisam atividades nesta quarta

WhatsApp/Reprodução

A Guarda Civil Municipal de Belo Horizonte está com as atividades paralisadas nesta quarta-feira (4). Entre as reivindicações, 20% de aumento salarial e melhorias nas condições de trabalhos são as principais.

Os agentes cobram da PBH (Prefeitura de Belo Horizonte) o reajuste nos vencimentos, pois “de três anos pra cá, não houve melhorias”, conforme disse ao BHAZ um guarda que preferiu não se identificar. “Foi proposto um aumento de 7,2%, porém dividido em duas vezes: 3% no começo do próximo ano e o resto no fim”, contou.

Melhorias nos alojamentos e na estrutura da guarda também são solicitadas pelos servidores. “Os alojamentos estão ruins demais, pois são muito pequenos. Com as chuvas de agora, parte do telhado do estacionamento caiu e situação está complicada”.

Agentes do lado de fora da sede da Guarda na avenida dos Andradas (WhatsApp/Reprodução)

Uma greve está prevista para iniciar na próxima semana, caso as reivindicações não sejam atendidas. “A partir de quinta-feira da semana que vem a greve pode começar, pois, nos encontros, a PBH não responde aos questionamentos. Hoje estamos dando um alerta, se não formos atendidos, a greve pode acontecer”.

Procurada pelo BHAZ, a PBH informou, por meio da Secretaria Municipal de Segurança e Prevenção que “as atividades operacionais seguem sem interrupções, e o efetivo empregado no dia de hoje está dentro do previsto”.

Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política.