Home NotíciasBHVias de BH e Contagem continuam interditadas após temporal; confira (e evite)

Vias de BH e Contagem continuam interditadas após temporal; confira (e evite)

O morador de Contagem, Belo Horizonte e região que precisa se deslocar na manhã desta segunda-feira (20) deve ficar atento. O temporal que castigou parte das cidades continua causando transtornos: parte da avenida Tereza Cristina teve o asfalto destruído, além de vias serem parcialmente tomadas por entulhos levados pela enxurrada.

Segundo a BHTrans, empresa responsável pelo trânsito da capital mineira, o motorista deve evitar principalmente a Tereza Cristina, no trecho entre a Via 210 e a avenida Dom João VI. Os dois sentidos devem ser evitados, reforçam os agentes. Por volta das 9h, um trecho foi liberado.

A Transcon, responsável pelo tráfego de veículos em Contagem, reforça que toda a região do bairro Cidade Industrial conta com interdições. O motorista deve evitar especialmente o trecho da Tereza Cristina na cidade e a avenida Tito Fulgêncio.

Quem usa o transporte coletivo também deve ficar atento. “Em decorrência do fechamento da Avenida Tereza Cristina, as linhas 30, 3029, 2035 e 34 estão realizando desvios operacionais”, avisa a BHTrans. Confira:

  • Linhas 30 e 3029 30 e 3029 (Sentido Centro): Via do Minério, Anel Rodoviário e Amazonas 30 e 3029 (Sentido Bairro): Amazonas, Anel Rodoviário e Via do Minério
  • Linha 2035 (Sentido Centro):PC R. Senador Lúcio Bitencourt, R. Padre Flávio, R. Luminosa,Av. Pres Castelo Branco, Av. Card. Eugênio Pacelli, Anel Rodoviário, Via do Minério, R. Úrsula Paulino, R. Campo Formoso, R. Lagoa da Prata, R. Desembargador Barcelos, R. Olinda, Av. Amazonas
  • 2035 (Sent. Bairro):Amazonas,Junquilhos,Marajó, R. Desembargador Barcelos,Lagoa da Prata,Campo Formoso,Úrsula Paulino,Via do Minério,dos Industriários,Bom Pastor,Marginal do Anel,Marcelo C. Tavares,Catúlo da P. Cearense,Pres. Costa e Silva,J. Bicalho,Senador L. Bitencourt até o PC
  • 34 (Sentido Est. Barreiro): Anel Rodoviário, Rua Marcelo Costa Tavares, Av. Catúlo da Paixão Cearense, Av. Pres. Costa e Silva, Rua José Bicalho, Av. Tereza Cristina

Chuva devasta Grande BH

A chuva devastou parte da cidade de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, na tarde deste domingo (19), além de outros pontos da Grande BH. Em pouco mais de uma hora de tempestade um shopping foi alagado, a estação de metrô foi tomada pela água e avenidas viraram rios.

+ Shopping, estação de metrô e (muitas) vias alagadas: Tempestade assola Contagem e Barreiro

Além de carros arrastados e casas inundadas, a chuva varreu também a Feirinha de Contagem, também conhecida como Feirinha do bairro Amazonas. Produtos, objetos e até pessoas foram arrastadas pela forte correnteza.

+ ‘Tá levando tudo de todo mundo’: Chuva devasta Feira do bairro Amazonas e arrasta pessoas e mercadoria

O estrago foi tão grande na cidade que a Defesa Civil do Estado de Minas Gerais foi acionada para ajudar no atendimento à população atingida.

Segundo o Corpo de Bombeiros, houve 67 solicitações de socorro nos bairros Amazonas, Industrial, Vila São Paulo, Santa Margarida e Céu Azul. A maioria das chamadas eram de pessoas alagadas ou ilhadas. Não houve registro de mortes.

Chuva de meses em poucas horas

Em aproximadamente 2h de tempestade, duas regiões de BH – Barreiro e Oeste – receberam cerca de um terço da quantidade de chuva esperada para todo o mês de janeiro (329,1 mm).

Entre 14h10 e 16h30 deste domingo, a região do Barreiro registrou 98,8 mm de chuva. Já a região Oeste foi a com a maior quantidade, alcançado 102,4 mm.

+ Ribeirão Arrudas sobe quase 10 metros durante tempestade; chove em 2h mais do que 4 meses juntos

Para se ter ideia da quantidade de água, as duas regionais receberam, em poucas horas, mais chuva do que chove normalmente em quatro meses somados. De maio a agosto, a média histórica de chuva na capital é, somada, de 60,5 mm.

Acumulado de chuva (mm) neste domingo, por regional, segundo Defesa Civil de BH:

  • Barreiro – 98,8
  • Centro Sul – 52,0
  • Leste – 48,0
  • Nordeste – 11,6
  • Noroeste – 34,0
  • Norte – 1,0
  • Oeste – 102,4
  • Pampulha – 6,2
  • Venda Nova – 55,8

Média climatológica de janeiro: 329,1 mm

Até às 16h30 de hoje, oito regionais da capital já receberam uma quantidade de chuva maior do que o esperado para o mês todo de janeiro. Apenas a região Norte ainda não alcançou a média mensal.

Acumulado de chuva (mm) até este domingo (19), por regional, segundo Defesa Civil de BH:

  • Barreiro – 445,6 (135%)
  • Centro Sul – 517,4 (157%)
  • Leste – 358,4 (109%)
  • Nordeste – 357,6 (109%)
  • Noroeste – 477,0 (145%)
  • Norte – 266,0 (81%)
  • Oeste – 505,4 (154%)
  • Pampulha – 421,6 (128%)
  • Venda Nova – 335,2 (102%)

Média climatológica de janeiro: 29,1 mm

Comentários