Home NotíciasBrasilPyong é intimado a depor sobre assédios no BBB: ‘Errei, não vou mentir’

Pyong é intimado a depor sobre assédios no BBB: ‘Errei, não vou mentir’

pyong bbb assédio

O hipnólogo e ex-BBB Pyong Lee foi eliminado do Big Brother Brasil 20 na última semana, e intimado a depor pela Polícia Civil do Rio Janeiro, por conta de acusações da assédio a Marcela e Flayslane em uma das festas do programa. Segundo informações da UOL, Pyong apenas aguarda a data do depoimento, por conta das restrições pela pandemia do novo coronavírus.

“Estou disposto a responder e esclarecer tudo o que for preciso”, começa o hipnólogo ao site. “Estou com a consciência tranquila. Eu errei, não vou mentir, não vou esconder, e não preciso fazer isso. Inclusive já pedi desculpas publicamente dentro do ‘Big Brother’. E aqui fora eu sabia que teria consequências e eu vou lidar com as consequências dos meus atos”, continua.

As investigações tiveram início após repercussão dos assédios nas redes sociais, segundo disse a delegada Catarina Noble, responsável pelo caso, ao UOL. Os telespectadores não gostaram nada do participante ter tentado beijar Marcela e ter apalpado Flayslane na festa “Guerra e Paz”. Logo após o caso, os internautas pediram a expulsão de Pyong, que seguiu no programa.

O hipnólogo chegou a ser chamado no confessionário e advertido. “Quando o ser humano erra — e todo mundo erra — é reconhecer, pedir perdão para as pessoas que se ofenderam, para as pessoas envolvidas, e não repetir mais o erro. Estou comprometido, não repeti o erro lá dentro e não vou repetir mais aqui fora”, disse.

Ver essa foto no Instagram

Pausa pro papai e pra mamãe @sammyofc 👶🏻❤️. Raros momentos que @jake.com dorme bastante 😜

Uma publicação compartilhada por Pyong Lee (조영래) (@pyonglee) em

Fora do programa, o oitavo eliminado do BBB parece ter sido perdoado pela esposa, Sammy Lee, e já está em casa ao lado dela e do filho recém-nascido, na Grande São Paulo. No realiy, Marcela e Flayslane perdoaram o ex-brother. As duas também serão chamadas para depor após deixarem a casa mais vigiada do Brasil.

Comentários