Pesquisadores detectam coronavírus em 100% de amostras de esgoto de BH e Contagem

covid esgoto
Projeto terá importante papel no acompanhamento da circulação do vírus (Amanda Dias/BHAZ)

Da UFMG

Pesquisadores da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) detectaram o novo coronavírus em 100% das amostras de esgoto coletadas na bacia do Córrego do Onça, que atende Belo Horizonte e Contagem. As coletas, realizadas através do projeto-piloto Monitoramento Covid Esgotos, foram feitas entre 1 a 5 de junho.

Essa foi a oitava semana do projeto e os índices mostram um aumento da difusão do vírus e uma tendência de alta também nas próximas semanas, já que, na quinta e sexta semanas, foram de 80%.

Já no sistema de esgotamento do Arrudas, foi confirmada a presença do vírus em 86% das amostras. Na semana anterior, era de 71%.

Os estudos também mostram que, a partir da contagem da carga viral encontrada nas amostras de esgoto, estima-se que 23 mil pessoas que utilizam o sistema de esgoto da bacia do Onça e do Arrudas tiveram contato com o vírus.

Além disso, os pesquisadores concluíram que, a partir dos resultados da pesquisa, é possível dizer que há pelo menos dez vezes mais infectados na capital do que indicam os números oficiais.