Home NotíciasInternacionalPolícia descobre câmara de tortura completa à prova de som

Polícia descobre câmara de tortura completa à prova de som

câmara tortura holanda

A polícia holandesa descobriu uma câmara de tortura completa com uma cadeira de dentista e algemas. O local funcionava dentro de um contêiner, à prova de som, com equipamentos clássicos de tortura, como alicates e bisturis. As informações são do The Sun.

Imagens da polícia mostraram agentes armados invadindo as instalações, situadas perto da cidade holandesa de Bergen op Zoom, ao Sul de Roterdã. Eles descobriram uma célula de tortura que foi equipada com uma cadeira de dentista, além de equipamentos como tesouras de poda, uma serra, bisturis e alicates, com o objetivo de maximizar a agonia do torturado.

Leia mais: Avião com ao menos 191 pessoas parte em dois durante pouso na Índia
The Sun/Reprodução

Os contêineres eram à prova de som e embalados com papel alumínio, no que a polícia acredita ser uma tentativa de torná-los invisíveis para as câmeras de imagem térmica. Todos tinham algemas ou algemas instaladas no chão e no teto.

Apreensão milionária

Leia mais: Mãe entregadora emociona o mundo e consegue doações, mas caso tem reviravolta

A descoberta foi feita no mês passado por policiais que investigavam ligações geradas a partir de telefones criptografados usados ​​por criminosos. A quebra do sigilo dos aparelhos foi autorizada pela Justiça, o que levou os agentes até o local.

A polícia apreendeu £ 54 milhões (aproximadamente R$ 365 milhões) em dinheiro, 77 armas de fogo e duas toneladas de drogas. Andy Kraag, chefe da divisão central de investigações da polícia holandesa, disse: “Seis [contêineres] serviram como celas nas quais as pessoas poderiam ter sido amarradas e um outro tinha o único objetivo de ser uma câmara de tortura”.

The Sun/Reprodução

Detetives no Reino Unido e na Holanda já fizeram centenas de prisões com base nas mensagens criptografadas. Mensagens trocadas por membros da quadrilha e interceptadas pela polícia descreviam o armazém na Holanda como a “sala de tratamento” e pareciam discutir a realização de interrogatórios. A investigação continua.

Vitor Fernandes

Vitor Fernandes

Repórter do BHAZ desde fevereiro de 2017. Jornalista graduado pela PUC Minas, com experiência em redações de veículos de comunicação. Trabalhou na gestão de redes do interior da Rede Minas e na parte esportiva da UOL.

Comentários