Home NotíciasInternacionalPolicial sofre infarto no trabalho e presos se mobilizam para salvá-lo

Policial sofre infarto no trabalho e presos se mobilizam para salvá-lo

presos cadeia eua salvam policial infarto

Três homens que estão presos em uma cadeia na Geórgia, nos Estados Unidos, foram filmados salvando a vida de um guarda da prisão, que sofreu um ataque cardíaco durante o trabalho. Mitchell Smalls, Terry Lovelace e Walter Whitehead saíram correndo das celas para ajudar o policial. O agente havia caído no chão e machucado a cabeça.

Mitchell Smalls contou à emissora Fox 5 que havia percebido que o policial, Warren Hobbs, estava agindo de forma estranha enquanto fazia os procedimentos de segurança na prisão de Gwinnett County. Ele disse que viu o guarda deitado na cadeira e pensou que ele estava dormindo, mas depois percebeu que algo estava errado.

Leia mais: Mulher se assusta ao encontrar cobra de 2 metros no banheiro de casa

De acordo com o departamento policial do condado, apesar de estarem trancados nas celas, os presos “ficaram de olho” no guarda depois de perceber os comportamentos estranhos. Em seguida, o policial caiu no chão e machucou a cabeça, de onde saía sangue. Smalls disse que ele parecia estar inconsciente, e decidiu tomar “a única atitude que podia”. “Eu comecei a gritar e a bater nas portas, para tentar alertar todo mundo e acordá-los”, conta o homem.

Ainda segundo o departamento policial, todos os presos começaram a gritar e bater nas portas. O movimento acordou o guarda, que afirma que só lembra de ouvir barulhos que pareciam tambores e pessoas gritando o nome dele. Hobbs recuperou a consciência e conseguiu apertar um botão, que abriu a cela de Terry Lovelace e Walter Whitehead.

Leia mais: Vídeo mostra mãe em trabalho de parto atingida por explosão em Beirute

Heróis

Lovelace conta que o guarda não percebeu que estava inconsciente e havia apertado o botão porque pensou que algum dos presos precisava de ajuda. Quando as celas foram abertas, os homens saíram correndo para ajudar o policial, e usaram um telefone dele e o rádio para pedir ajuda.

Os homens contam que passam 12 horas por dia com um só guarda e, por isso, acabam desenvolvendo um relacionamento amigável. Eles afirmam que a relação “vai além do uniforme” que cada um está usando, e se baseia em respeito mútuo. O departamento policial afirma que Hobbs ainda está recebendo assistência médica em casa, mas já está se recuperando, e agradece por ter sido salvo pelos homens.

Sofia Leão

Sofia Leão

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Escreve com foco na editoria de Esportes no BHAZ.

Comentários