Cidade mineira decreta toque de recolher após ‘surto’ de Covid-19

rua caldas sul de minas
Cidade tem mais de 40 casos confirmados (Reprodução/Google Street View)

O aumento de casos do novo coronavírus em Caldas, no Sul de Minas, fez a prefeitura da cidade tomar medidas para tentar conter a doença. O fechamento do comércio não essencial por três dias e a implementação do toque de recolher são as novas medidas tomadas pelo Executivo municipal. A cidade tem 43 casos confirmados e uma morte em investigação.

O prefeito Alexsandro Conceição Queiroz (PTB) anunciou as novas medidas restritivas pelas redes sociais da prefeitura. O aumento de casos se deu após um “surto” em uma empresa local, que por conta disso está fechada. “Tínhamos certa estabilidade, mas o surto aconteceu e isso mostra como a doença infectocontagiosa é perigosa e aproveita quando a gente descuida”, disse.

O toque de recolher já está em vigor na cidade e a população está impedida de sair de casa das 21h às 5h. A medida é válida por 10 dias e pode ser prolongada por igual período. “Peço compreensão de todos de coração”, pediu o prefeito. O comércio não essencial ficará fechado no sábado, domingo e segunda-feira. “Vamos ter atenção a esta doença que já matou quase 100 mil pessoas no país”, destacou Alexsandro.

Funcionários da prefeitura vão fiscalizar a cidade para observar se as medidas tomadas estão sendo respeitadas na cidade. Amanhã uma reunião acontecerá entre a prefeitura e os proprietários da empresa onde houve o surto da doença. Todos os funcionários seguem em isolamento social.

Covid-19

De acordo com o Boletim Epidemiológico de Caldas, a cidade tem 43 casos confirmados e uma morte sendo investigada. Veja a relação dos diagnósticos positivos na cidade:

  • Isolamento domiciliar – 7
  • Cura clínica – 26
  • Testado por laboratórios privados – 10

Reforce a proteção contra o vírus

A SES-MG (Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais) orienta que a população tome algumas medidas de higiene respiratória para evitar a propagação da doença, são elas:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.
Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política.