PBH libera protocolos para funcionamento de eventos drive-in na capital

drive-in
BH ganha protocolos para funcionamento de atividades drive-in (Arquivo/Agência Brasil+Rovena Rosa/Agência Brasil)

A PBH (Prefeitura de Belo Horizonte) publicou, nesta quinta-feira (6), os protocolos para o funcionamento de atividades e eventos no modelo drive-in na capital. As medidas, publicadas no DOM (Diário Oficial do Município), passam a valer a partir de hoje. Entre as regras, estão: a determinação para vendas antecipadas, o limite de quatro integrantes por veículo, e o distanciamento de, no mínimo, dois metros entre os carros.

As determinações fazem parte das novas ondas de flexibilização da PBH (saiba mais aqui). De acordo com as determinações (veja na íntegra abaixo), os eventos deverão ser realizados em local descoberto e cercado. Além disso, os frequentadores devem utilizar máscaras ao sair dos veículos. O serviço de atendimento deve ser acionado por meio do pisca alerta.

Está proibida, porém, a entrada de vens e motos, assim como veículos conversíveis que estejam com a capota aberta. Os participantes só poderão sair dos carros para irem ao banheiro, respeitando as regras de distanciamento e higienização. O protocolo também orienta os funcionários do evento a evitarem “conversas desnecessárias”.

Protocolo

Confira as medidas propostas pelo protocolo da PBH:

  • O evento deverá ser realizado em local descoberto e cercado, possibilitando a restrição da quantidade de veículos a serem estacionados no local;
  • Proibida a entrada de motocicletas, bicicletas, veículos conversíveis com a capota aberta, vans e similares e pedestres;
  • Máximo de quatro ocupantes por veículo;
  • Distância de, no mínimo, 2m (dois metros) entre vagas demarcadas para estacionamento de veículos;
  • Em caso de necessidade de atendimento, o cliente deverá ligar o pisca alerta para que a equipe do evento possa atendê-lo;
  • Proibido deixar a porta do veículo aberta durante o evento;
  • Proibida a saída do público dos veículos, exceto para ida ao banheiro;
  • Proibida a interação entre participantes de veículos distintos;
  • Uso obrigatório de máscaras ao sair do veículo e quando houver atendimento pela equipe do evento.

Ingressos e alimentos

  • Dar preferência à venda antecipada e eletrônica de ingressos e alimentos;
  • Caso o cliente tenha adquirido itens de alimentação, poderá retirá-los no drive thru ou recebê-los diretamente no carro;
  • Desinfetar com álcool 70% todas as embalagens de alimentos antes de entregá-las ao cliente;
  • Na entrada do evento, o cliente deverá apresentar QR Code do ingresso ou ingresso já impresso para os recepcionistas.

Banheiros

  • Adotar mecanismos para assegurar o distanciamento de 2m (dois metros) entre pessoas que se deslocam e aguardam para acessar os banheiros;
  • Limitar o acesso aos banheiros a sua capacidade de uso;
  • Manter as saboneteiras e toalheiros dos lavatórios dos clientes e colaboradores abastecidos de sabonete líquido, papel toalha descartável e álcool 70%;
  • Manter os banheiros limpos e sanitizados, ajustando a frequência de acordo com a necessidade.

Profissionais

  • Instruir os funcionários sobre a obrigatoriedade do uso e da correta utilização da máscara e manuseio para guarda ou descarte, realizando a troca no máximo a cada quatro horas de trabalho, se estiver úmida ou sempre que necessário;
  • Funcionários devem vestir uniforme somente no local de trabalho.
  • Uniformes, equipamentos de proteção e máscaras não devem ser compartilhados;
  • Manter afastamento adequado no contato entre clientes e funcionários do evento;
  • Reforçar a importância da distância de 2m (dois metros) entre os funcionários;
  • Os funcionários devem evitar conversas desnecessárias entre si e com os clientes;
  • Funcionários devem ser afastados em casos de constatação ou suspeita de ter contraído a Covid-19, devendo ser encaminhados para atendimento em unidades de saúde.

Rafael D'Oliveira
Rafael D'Oliveirarafael.doliveira@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde janeiro de 2017. Formado em Jornalismo e com mais de cinco anos de experiência em coberturas políticas, econômicas e da editoria de Cidades. Pós-graduando em Poder Legislativo e Políticas Públicas na Escola Legislativa.

Comentários