Pancadas de chuva chegam a BH, mas calorão ainda não dá trégua

chuva bh
Temperatura bateu novo recorde nesta quarta (Reprodução/Twitter/@ducapedia + Marcela Gonzaga/BHAZ)

Demorou, mas parece que o belo-horizontino finalmente teve um gostinho do alívio que tanto esperava. Depois de semanas de muito calor e tempo seco, nesta quarta (7), a chuva resolveu aparecer pela capital mineira, que também bateu mais uma vez o recorde histórico de temperatura, com termômetros marcando 38,4ºC. O frescor, contudo, será breve: a Defesa Civil de BH emitiu um alerta para a possibilidade de chuvas fortes, mas um especialista ouvido pelo BHAZ pontua que nem isso será suficiente para frear o calorão.

De acordo com a Defesa Civil municipal, as chuvas podem chegar a 20 mm, com raios e rajadas de vento de até 40 quilômetros por hora. O alerta vale até as 23h de hoje (7). De acordo com o meteorologista Ruibran dos Reis, as tempestades são consequência das altas temperaturas: “Pode acontecer um pancadão [de chuva] mesmo, porque a temperatura em BH hoje chegou a 38,4ºC. Foi a máxima histórica. Então isso pode trazer chuvas fortes mesmo, acompanhadas de raios, rajadas de vento e até granizo em algumas regiões”.

‘Mundo começou a acabar’

Apesar das previsões, o clima na cidade deixou os belo-horizontinos divididos. Nas redes sociais, alguns confessavam o alívio por finalmente ter chovido em suas regiões. “Acho que finalmente vem chuva aí pra aliviar esse calor dos infernos”, comentou um internauta. “Há pessoas que chamam de chuva, eu chamo de milagre isso que está acontecendo em BH hoje”, disse uma segunda.

Outros reclamaram de não ver a chuva onde estavam. “Só queria essa chuva que o pessoal de BH fala que tá tendo”, ironizou um perfil, enquanto uma segunda questionou: “Mano, onde vocês estão vendo chuva aqui em BH? Foi sol o dia inteiro”. “Fim de tarde em BH. Começa uma ventania e você acha que vai cair aquela chuva pra refrescar o calor. No final foi só o vento mudando a poeira da rua pra dentro de casa”, disse um terceiro.

A “sujeira” não incomodou apenas alguns. Em poucos minutos, o Twitter se encheu de relatos de belo-horizontinos assustados com a “névoa de poeira” que precedeu a chuva nos pontos da cidade que já tiveram um refresco. “Uma névoa seca, com vento de chuva, jeito de chuva e cheiro de chuva, mas sem uma gota d’água. Aparentemente o mundo começou a acabar pela Regional Oeste de BH”, brincou um perfil, que, mais tarde, ainda completou: “Atualização: choveu”.

Quando vai melhorar?

De acordo com Ruibran, os moradores de BH, que já não aguentam mais o calorão, terão que encarar mais alguns dias difíceis pela frente. “Amanhã tem possibilidade de chuvas isoladas, mas a tendência é o calor continuar e seguir na sexta e no sábado. Só no domingo que tem a chance de ter mais pancadas de chuva e uma queda de temperatura mais significativa”, explica o meteorologista.

Cuidados durante a chuva:

Confira abaixo as recomendações da Defesa Civil para os períodos de chuvas fortes:

  • Redobre a sua atenção! Evite áreas de inundação e não trafegue em ruas sujeitas a alagamentos e próximos aos córregos e ribeirões no momento de forte chuva.
    ⠀⠀
  • Não atravesse ruas alagadas ou deixe crianças brincando na enxurrada e nas águas dos córregos.
  • Não se abrigue nem estacione veículos debaixo de árvores.
  • Atenção especial em áreas de encostas e morros.
  • Jamais se aproxime de cabos elétricos rompidos. Ligue imediatamente para CEMIG (116) ou Defesa Civil (199).
  • Se você observar o aparecimento de fendas, depressões no terreno, rachaduras nas paredes das casas e o surgimento de minas d’água avise imediatamente a Defesa Civil (199).
  • Em caso de raios: não permaneça em áreas abertas e altas, não use equipamentos elétricos.

Edição: Marcela Gonzaga
Giovanna Fávero
Giovanna Fáverogiovanna.favero@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG). Escreve com foco na área de Guia e Cultura no BHAZ.

Comentários