Governo de Minas não tem data para pagar 13º salário

Cidade administrativa
Servidores terão mais um dia de folga (Amanda Dias/BHAZ)

Mais uma vez, os servidores do governo estadual não sabem quando vão receber o 13º salário. Em nota divulgada hoje (26), o Estado revelou que “informações sobre data e forma de pagamento serão repassadas assim que possível”. O governador Romeu Zema (Novo) esteve em Brasília, nesta segunda-feira, e a questão financeira foi um dos assuntos tratados com o governo Federal.

Conforme o secretário-geral do governo, Mateus Simões, que acompanhou o mandatário, o problema fiscal do estado será equacionado caso o governo Federal contribua para a venda da Codemig (Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais). Assim, Minas tem mais chances de aprovar o RRF (Regime de Recuperação Fiscal).

O RRF foi criado pelo governo federal por meio da Lei Complementar 159, de 2017, e consiste na suspensão do pagamento da dívida do Estado com a União por três anos, renováveis por mais três. A adesão ao plano permite ainda que o Estado volte a fazer empréstimos. No entanto, o regime exige uma série de contrapartidas de austeridade, como a privatização da Codemig.

“Estivemos em Brasília hoje e, apesar de não termos obviamente tratado do 13° do funcionalismo mineiro com o governo federal, tratamos da questão financeira do estado, que passa por isso: melhorar a situação fiscal. Minas precisará do apoio federal para a possível venda da Codemig, para aprovação do novo RRF e, de alguma forma, para regularização da sua situação fiscal”, explicou o secretário-geral.

Nota na íntegra

“As escalas de pagamento dos salários do funcionalismo têm sido anunciadas pelo Poder Executivo respeitando o fluxo de caixa do Estado. Em relação ao 13º salário dos servidores, informações sobre data e forma de pagamento serão repassadas assim que possível”.

Edição: Aline Diniz
Aline Diniz
Aline Dinizaline.diniz@bhaz.com.br

Editora do BHAZ desde janeiro de 2020. Jornalista diplomada pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) há 10 anos e com experiência focada principalmente na editoria de Cidades, incluindo atuação nas coberturas das tragédias da Vale em Brumadinho e Mariana. Já teve passagens por assessorias de imprensa, rádio e portais.

Giovanna Fávero
Giovanna Fáverogiovanna.favero@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG). Escreve com foco na área de Guia e Cultura no BHAZ.

Comentários